Evento traz jogos para aficionados em tabuleiros

Um dos jogos, provisoriamente chamado de Colonos, buscou inspiração no trabalho do Professor Vinício Aloise, patrono da Casa da Juventude e a partir de suas ilustrações os jogadores constroem seu próprio baralho

 

Neste sábado, dia 12,  das 14 ás 20 horas, acontece na Casa da Juventude de Botucatu na Rua Benjamim Constant, 161, Vila Jaú, mais uma edição do Joga Cuesta, encontro de jogadores de tabuleiro da região do Polo Cuesta, realizado mensalmente na Casa da Juventude Professor Vinício Aloise.  A entrada é franca e os participantes contarão com vários títulos nacionais e importados disponíveis e a presença de jogadores mais experientes que poderão auxiliar os novatos na escolha de jogos e na explicação das regras.

O evento conta com a participação da Lúdica, loja de Bauru especializada em jogos de tabuleiro, que além de oferecer títulos de várias editoras para a venda, também fará demonstração de alguns deles. O evento é uma iniciativa de jogadores de Botucatu com o apoio da Secretaria de Cultura de Botucatu e Prefeitura de Botucatu.

Nesta edição de dezembro o evento traz duas novidades. Na primeira delas os visitantes do evento terão a oportunidade de testar jogos que estão sendo desenvolvidos na Oficina de Criação de Jogos de Tabuleiro ministrada desde junho na Casa da Juventude. Ao todo são três jogos que estrão disponíveis para “playtest”, como são chamadas as partidas de jogos ainda em desenvolvimento.

Um dos jogos, provisoriamente chamado de Colonos, buscou inspiração no trabalho do Professor Vinício Aloise, patrono da Casa da Juventude. A partir de suas ilustrações os participantes da oficina estão criando um jogo de cartas com a mecânica de “deck building”, onde os jogadores constroem seu próprio baralho durante o jogo.

A segunda novidade é o campeonato de Carcassonne, jogo inspirado na cidadela homônima do sul da França. Lançado em 2000 e vencedor no ano seguinte da mais importante premiação de jogos do mundo, o Spiel des Jahres, Carcassonne conta com a mecânica de tabuleiro modular, onde os jogadores devem montar o tabuleiro com peças que se encaixam, construindo cidades, estradas e mosteiros.

O jogo ainda é responsável pela criação de uma das peças mais emblemáticas da nova geração de jogos de tabuleiro, o Meeple, peça de madeira que representa um de seus sete seguidores na partida. O vencedor do campeonato receberá como prêmio um exemplar da segunda edição do jogo que conta com uma nova arte e foi lançada recentemente no Brasil. A inscrição para participar poderá ser feita no dia e custa 10 Reais, para cobrir os custos da premiação.

 

Jogos

Se quando você ouve falar em jogo de tabuleiro normalmente o que vem a sua cabeça é uma infindável partida de War ou Banco Imobiliário num dia chuvoso com a criançada, é provável que você esteja no mínimo 20 anos desatualizado do assunto. Desde 1995 os “Board Games” se desenvolveram, multiplicaram e conquistaram novas e antigas gerações de adeptos, contando com grandes convenções  milionárias, campanhas de financiamento coletivo e centenas de lançamentos ao redor do mundo.

Os mais diversos temas, desde zumbis até culinária japonesa, são explorados em várias mecânicas que podem exigir dos jogadores raciocínio, dedução, planejamento ou trabalho em equipe, dependendo do jogo. Justamente por esses atributos, agora também são usados como ferramenta em projetos sociais e educacionais, e nas dinâmicas de grupo em empresas. A chamada renascença dos Jogos de tabuleiro chegou ao Brasil apenas nos últimos anos com o lançamento de vários títulos estrangeiros e nacionais e a criação de encontros e espaços dedicados aos chamados jogos de tabuleiro modernos.