Erosão formada na Vila Nogueira está sendo contida

Fotos: Valéria Cuter

Depois de um período de chuvas, que ocasionaram uma grande erosão na Rua Salim Kahil, região da Vila Nogueira na nascente do Rio Tanquinho, que chegou a atingir a calçada, a Secretaria Municipal de Obras, pasta coordenada pelo engenheiro Nivaldo Vizotto, está realizando o trabalho de contenção da terra. Em razão desse problema a Secretaria Municipal de Trânsito (Semutran) interditou um dos lados da rua para evitar acidentes, já que o fluxo de veículos naquele trecho é considerável.

Vale lembrar que em novembro do ano passado, neste mesmo ponto, a terra já havia cedido formando a erosão e o problema havia sido solucionado com a colocação de dezenas de caminhões de terra e pedras no local. Porém, as chuvas fizeram com que a terra voltasse a ceder e uma grande quantidade foi arrastada ribeirão abaixo deixando para trás a erosão.

As máquinas estão trabalhando no local para encostar terra no talude (plano inclinado que limita um aterro), que foi formado, naturalmente, pela natureza, pela ação geológica ou ação das intempéries, como chuva, sol e vento, com a finalidade de diminuir o desnível e dar mais estabilidade ao terreno.

“Entre a base e o nível da calçada são cerca de 15 metros de altura e para recompor a área vamos utilizar, centenas de caminhões de terra e pedra. Não vamos nos limitar em fazer os reparos”, garante Vizotto. “Depois da conclusão dos trabalhos providenciaremos a reurbanização da área, inclusive com plantio de mudas e de grama”, emendou o secretário de Obras.

Ele diz que será necessário reconstruir os ramais superiores de galerias e as novas caixas receberão grelhas para melhorar a captação de água das chuvas, evitar transbordamento e oferecer mais segurança. Nesta quinta-feira (12) os trabalhos foram interrompidos em razão das fortes chuvas que voltaram a castigar a Cidade, mas Vizotto adianta que a obra está sendo feita dentro do cronograma estabelecido e os trabalhos foram reiniciados.