Empresa de biotecnologia vai atuar no Parque Tecnológico

Subsecretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, Ana Abreu foi recebida pelo Prefeito João Cury Neto para proceder  o termo de permissão

 

O Parque Tecnológico (ParqTec) de Botucatu recebeu na manhã desta quarta-feira (9) a subsecretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, Ana Abreu. A visita contou com a presença do Prefeito João Cury Neto e do secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Carlos Alberto Costa, além de diversas autoridades e representantes de empresas do Município.

O principal objetivo da visita foi apresentar as instalações do local para a subsecretária, que assumiu o cargo há apenas dois meses e está percorrendo toda a rede de Parques Tecnológicos do Estado. Além disso, tanto o secretário, quanto o diretor da Associação Parque Tecnológico Botucatu, Antônio Vicente da Silva, apresentaram informações adicionais ao público, sobre o Parque e sobre a Cidade. “Temos que destacar a execução do Parque Tecnológico, um modelo vencedor de política pública que começa a ser compreendido e que transcende apenas o Município, sendo importante para toda uma região. É a materialização de um sonho”, destacou o Prefeito.

Ainda durante a cerimônia foi assinado pelo prefeito João Cury o primeiro termo de permissão de uso do Parque Tecnológico, concedido à BPI (Biotecnologia, Pesquisa e Inovação Ltda.). A empresa será a primeira a realizar suas atividades nas dependências do Centro de Gestão Tecnológica – Fernando Bandeira de Mello Marins.  A empresa botucatuense trabalha com análises moleculares e desenvolvimento de soluções biotecnológicas, além de realizar serviços de laboratório biomolecular e pesquisa científica em biologia molecular.

Já a subsecretária mostrou satisfação por participar deste importante momento do Parque Tecnológico de Botucatu. “É uma gratidão enorme estar aqui, no momento em que o Parque inicia seus trabalhos em algumas questões. Esse é o movimento da ciência, o movimento de início de uma nova etapa, de um novo processo”, afirma.

 

Sobre o ParqTec

Parques Tecnológicos são espaços que oferecem oportunidade para que empresas transformem pesquisa em produto, aproximando os centros de conhecimento (universidades, centros de pesquisas e escolas) do setor produtivo (empresas em geral). 

Esses ambientes propícios para o desenvolvimento de Empresas de Base Tecnológica (EBTs) e para a difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação transformam-se em locais que estimulam a sinergia de experiências entre as empresas, tornando-as mais competitivas.   

O Parque Tecnológico Botucatu é vocacionado ao desenvolvimento de novos produtos e serviços nas áreas de bioprocessos, biotecnologia, meio ambiente, produtos florestais, produtos naturais da fauna e da flora, tecnologias sociais e logística.