Embraer oficializa dois acordos de venda na China

 

embraer
Foto Embraer/divulgação: Avião Phenom 300 avaliado em US$ 9 milhões

A Embraer aproveitou a viagem oficial do presidente Michel Temer à China para fechar dois acordos de venda com companhias aéreas do país asiático, informaram neste sábado fontes oficiais.

A fabricante de aviões brasileira selou um acordo de venda por cinco aeronaves do modelo E-190 e de duas Phenom 300 para as empresas chinesas Colorful Guizhou Airlines e Colorful Yunnan, respectivamente, disseram fontes governamentais em comunicado divulgado neste sábado.

O contrato assinado entre a Embraer e a Colorful Guizhou Airlines, no valor de US$ 249 milhões, contempla a compra de dois aviões E-190 e a opção de compra de outras três aeronaves, que serão entregues em 2017, informou a Embraer em seu site.

Quanto aos dois jatos adquiridos pela Colorful Yunnan, cujo preço não foi divulgado pela companhia, os mesmos serão entregues no final deste ano. Os acordos comerciais foram fechados dentro da primeira viagem oficial do presidente Temer desde que ele assumiu o cargo de maneira interina no dia 12 de maio.

Temer, que foi confirmado como chefe de Estado após a aprovação do impeachment de Dilma Rousseff no Senado na última quarta-feira, partiu rumo à China apenas algumas horas depois de tomar posse, para participar da Cúpula do G20.

A Embraer, que nos últimos anos vendeu 190 aviões comerciais à China, é responsável pela fabricação de 80% das aeronaves da frota das companhias aéreas regionais chinesas. Na atualidade, a fabricante brasileira tem outras 22 encomendas de aeronaves para a China, que deverão ser entregues nos próximos anos.

Fonte: Portal Uol