Duratex de Botucatu inaugura unidade do Projeto Formare

Fotos: Valéria Cuter

 

O Grupo Duratex  promoveu nesta sexta-feira (7), em sua fábrica de Botucatu,  o cerimonial de inauguração da nova unidade do Projeto Formare, programa que, por meio de parcerias com empresas, oferece cursos de educação profissional para jovens da comunidade.

Estiveram presentes entre outras personalidades,  Antonio Joaquim de Oliveira, presidente da Duratex; Salo Seibel, presidente do Conselho da Duratex;  Edison Clini Rocco, gerente da unidade de Botucatu, João Cury Neto,  prefeito de Botucatu;  Alessandra Lucchesi de Oliveira, secretária de Educação; colaboradores voluntários do projeto  e alunos.

Desde sua criação, o Formare tem se mostrado uma iniciativa bem-sucedida de inserção do jovem no mercado de trabalho. Prova disso é que a Duratex realiza, desde 2003, o programa em suas unidades de Taquari (RS) e Uberaba (MG), formando em torno de 360 jovens. No primeiro semestre deste ano, a empresa iniciou o processo de seleção e contou com mais de 70 inscrições.

Os interessados passaram por várias etapas de seleção, incluindo prova escrita, entrevista, dinâmica e visita ao domicílio. Ao final, foram selecionados 20 jovens, que receberão bolsa-auxílio mensal, assistência médica e odontológica, transporte, alimentação, seguro de vida, uniforme e material didático.

“Para nós da Duratex, o Formare é um projeto de extrema relevância, pois assume integralmente um papel social. O programa oferece, além de conteúdo técnico e profissional, uma formação pessoal que contribui para o amadurecimento destes jovens. A Duratex acredita no incentivo de ações e iniciativas que colaborem para a formação e capacitação de jovens, inclusive esta é uma das bandeiras de investimento propostas pela empresa”, diz Antonio Joaquim de Oliveira, presidente da Duratex.

Os jovens selecionados possuem entre 18 e 19 anos, são residentes de Botucatu e não apresentam nenhum tipo de vínculo com a Duratex. O curso, que proporciona oportunidade de formação inicial para o mercado de trabalho, é ministrado por colaboradores voluntários da própria empresa, por meio de aulas práticas e teóricas, sempre no período da manhã (das 7 às 12 horas).