Diretoria da Fepaf é reconduzida a novo mandato

Em reunião o Conselho Curador da Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais (Fepaf) decidiu pela recondução da atual diretoria, integrada pelos professores Edson Luiz Furtado (diretor-presidente), Renata Cristina Batista Fonseca e Dirceu Maximino Fernandes, para um mandato de mais dois anos.

Superando as dificuldades iniciais, a linha de trabalho adotada, com o enxugamento da estrutura, a busca por novos projetos e a atenção à resolução das pendências judiciais, foi bem avaliada. “Ao assumirmos, tínhamos algumas situações negativas para resolver. Conseguimos reverter essas questões, valorizamos nosso pessoal de apoio e resgatamos o otimismo, o que foi bastante importante. Os ajustes serviram para atrair outros parceiros, até sem vínculos com a Unesp, que enxergaram a seriedade na condução do nosso trabalho”, ressalta o professor Furtado.

O diretor-presidente da Fepaf também ressaltou a importância do bom entrosamento entre os três dirigentes, para que os objetivos fossem alcançados. “Nossa gestão foi muito participativa. Cada diretor assumiu uma área. A professora Renata passou a responder pelos eventos e publicações, enquanto o professor Dirceu ficou responsável pelo acompanhamento de projetos. Eu fiquei com a administração geral, incluindo as questões jurídicas e financeiras. Mas debatemos todos os assuntos para ajustar as deliberações. Tomamos as decisões todas em conjunto”.

Para o próximo biênio, além de manter o fluxo de projetos, a nova gestão tem como meta preparar as condições para certificar a Fundação junto ao ISO 9000. “Em dois anos talvez não tenhamos ainda a certificação, mas vamos procurar levar à frente a fase preparatória, com o treinamento do nosso pessoal e a implantação de algumas normas e procedimentos. Queremos passar a Fepaf a nossos sucessores, já saneada e com a questão da certificação bem encaminhada”.

 

 Da Assessoria