Defesa Civil fecha 2011 com mais de 400 atendimentos

A Coordenadoria de Defesa Civil do município de Botucatu que atende através do telefone 199 e na Rua Victor Atti, 145, Vila dos Lavradores, na sede da Guarda Civil Municipal (GCM), divulgou o resumo das ocorrências atendidas durante o ano de 2011. Os números comprovam que o objetivo de institucionalizar as ações do órgão começa a ser alcançado em razão da credibilidade conquistada junto a população.

No ano passado foram atendidas 422 ocorrências que incluíram casos de inundação, desabamento, queda de árvore, incêndio, pode de árvore, erosão, deslizamento, imóvel com risco de queda, imóvel abandonado, entre outros.
Os meses com o menor número de casos foram maio e agosto (10 cada). Já o mês de outubro, por conta das fortes chuvas acompanhadas de ventos fortes que castigaram a cidade, foi o mais atribulado e somou 182 ocorrências.

“Tivemos um ano de muito trabalho. Fomos acionados para atender desde casos simples, que exigiram apenas algum tipo de orientação até situações de alto risco, em que tivemos que recorrer ao auxílio de outras instituições ou secretarias”, comenta o coordenador da Defesa Civil, Domingos Chavari Neto.

Com a conquista do primeiro veículo da Defesa Civil, uma van modelo Sprinter adquirida em 2010, o órgão descentralizou suas ações e se aproximou cada vez mais da comunidade. A viatura foi toda equipada com rádio, giroflex e sirene e preparada para carregar todo tipo de material como enxada, pá, colete, capacete, lanterna, corda, câmera fotográfica, entre outros equipamentos utilizados no atendimento de ocorrências.

O veículo também foi deslocado para as proximidades das escolas para que a comunidade escolar conhecesse um pouco mais da atuação do órgão e saber em que situações acioná-lo. “É muito importante que a população esteja organizada, preparada e orientada sobre o que fazer e como proceder, em caso de desastres. Por isso, a Defesa Civil tem um papel preventivo muito importante, que se for bem desempenhado permitirá ao município enfrentar situações adversas de forma eficiente, amenizando as suas conseqüências”, frisa o secretário municipal de Segurança, Adjair de Campos.

O órgão também foi contemplado ao longo de 2011 com materiais e equipamentos para utilização nas suas atividades junto ? comunidade como botas, capas de chuva, rolos de fita isolante zebrada, e lonas plásticas. O material foi fornecido pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil.

{n}COMDEC{/n}

No mês de julho, outra medida importante foi a nomeação, por meio da Portaria 7.150/2011, assinada pelo prefeito João Cury Neto, da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC). O grupo é composto por representantes das secretarias municipais de Assistência Social, Comunicação, Planejamento, Segurança e Transporte, além da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Civil Municipal.

Os membros do COMDEC já começaram a se reunir para discussão de ações voltadas ? criação de um sistema permanente para a proteção ? população por ocasião de eventos desastrosos. Várias propostas surgiram com a finalidade de aprimorar os trabalhos de orientação e prevenção, além de capacitar os componentes para atuarem de forma eficaz na ocorrência de grandes desastres. O grupo passará a se reunir em encontros mensais para apreciação de pautas de trabalho.

Prevenção – O bom relacionamento entre a Defesa Civil do município e a Casa Militar do Governo do Estado também trouxe excelentes resultados para a população. Em razão disso, Botucatu foi contemplada com farto material de orientação para ser trabalhado junto a comunidade escolar que inclui cartilhas, filipetas, sacolas, materiais para colorir; bonés e coletes, que tratam de temas como lixo, afogamento, deslizamentos, enchente, estiagem, entre outros.

O coordenador de Defesa Civil, Domingos Chavari Neto, ressalta que devido a este importante trabalho de prevenção junto ? população botucatuense os números de notificações diminuíram consideravelmente no Município. “Em 2010 tivemos mais de 550 notificações. Graças ao trabalho de prevenção este ano o número caiu bastante”, explica.

Durante o ano, o secretário Municipal de Segurança, Dr. Adjair de Campos, e o coordenador da Defesa Civil, Domingos Chavari Neto, além do Major da Policia Militar Marcelo Amaral Oliveira, participaram do Seminário Regional de Defesa Civil realizado em Sorocaba. O convite para a participação do evento aconteceu por meio do secretário, chefe da Casa Militar e coordenador Estadual de Defesa Civil, Coronel da Policia Militar Admir Gervásio Moreira.

O seminário abordou diversos assuntos entre eles: a atribuição da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC); prevenção de desastres e preparação para emergências que tem como objetivo reduzir a incidência dos acidentes, ou minimizar seus efeitos adversos, principais atividades período de anormalidade; atendimentos de primeiros socorros de vítimas de acidentes em geral; e situação climática preocupante onde poderão ocorrer algumas catástrofes.

O maior reconhecimento ao trabalho que é desenvolvido em Botucatu veio no mês de setembro, durante a visita ? cidade do Coronel Admir Gervásio Moreira, coordenador Estadual da Defesa Civil e secretário Chefe da Casa Militar do Estado de São Paulo. Na ocasião ele teceu vários elogios ao modelo de ação do órgão.

{n}REDEC{/n}

E Botucatu começa a dar os primeiros passos para a regionalização do trabalho da Defesa Civil. O secretário municipal de Segurança, Adjair de Campos e o Coordenador de Defesa Civil, Domingos Chavari Neto, visitaram o Prefeito de Itatinga, Ailton Fernandes Faria e o Diretor Industrial Municipal Roberto Carlos Paixão, para tratarem da criação da Coordenadoria da Defesa Civil [COMDEC] na cidade, para que Itatinga integre a Regional de Defesa Civil [REDEC].

A instalação do REDEC em Botucatu é fruto da visita do Coronel e Coordenador da Defesa Civil do Estado de São Paulo, Ademir Gervásio Moreira ? cidade, que na ocasião apresentou uma palestra sobre a Defesa Civil no Estado. Para que a Regional seja criada em Botucatu, é necessário que cinco municípios se integrem, através de seus COMDEC.

“Itatinga foi a primeira cidade da região convidada a integrar o grupo do REDEC. Estamos estendendo o convite a mais alguns prefeitos, principalmente daquelas cidades em que existe a Guarda Civil Municipal [GCM]”, explica o Secretário de Segurança, Adjair de Campos.