Chuva causa alagamento em vários pontos da Cidade

Entre ? s 17h20 ? s 18h20 dessa segunda-feira (5), uma chuva torrencial desabou na Cidade gerando pontos de transbordamento no Rio Tanquinho, Lavapés e Água Fria e inundações em diferentes pontos. Embora não tenha sido registrado nenhum acidente grave com pessoas, a água causou estragos, estourando asfalto, derrubando muros e árvores e invadindo residências.

Um dos pontos de maior volume de água foi na região do Terminal Rodoviário, na Vila Aparecida, onde o transbordamento do Rio Água Fria invadiu as ruas e paralisou o trânsito. Nessa mesma região também houve o transbordamento do Viaduto Bento Natel, onde uma motocicleta foi arrastada pela força da água e dois carros ficaram ilhados.

Os moradores da Vila Cidade Jardim ficaram assustados com o volume de água do Rio Lavapés que transpôs a ponte que fica no cruzamento das Ruas Ulisses Rossi Grassi e Francisco Martins Filho uma altura de cinco metros e atingiu a rua. O Corpo de Bombeiros teve que isolar a área para prevenir acidentes. “Moro na Vila Jardim há 32 anos e nunca vi isso acontecer. Foi assustador”, comentou o morador César Antônio Proença. O rio Lavapés que corta a região central da cidade transbordou em outros vários, sempre nas pontes que separam o centro dos bairros.

Um dos casos mais graves aconteceu no início da Rua Quintino Bocaiúva, na Rua Rangel Pestana, onde a água do Rio Lavapés invadiu uma casa e chegou a mais de um metro de altura. Nessa residência reside um casal de idosos que foi socorrido pela Defesa Civil do Município e levado para casa de parentes. Porém, perderam grande parte dos móveis.

“A chuva durou, aproximadamente, uma hora, mas causou muitos estragos e medo em diferentes regiões da Cidade, assim como no Distrito de Rubião Júnior, onde tivemos alguns casos de inundação em residências. Também houveram casas que foram danificadas e muros caídos. Outro dano foi o aumento na erosão da Rua Salim Kahil na Vila Nogueira. Realmente, o volume da água foi muito forte e ainda não contabilizamos todos os casos”, comentou o coordenador de Defesa Civil do Município, Domingos Chavari Neto.

Fotos: Valéria Cuter