Cevap tem trabalho reconhecido pela Câmara Municipal

A Câmara Municipal de Botucatu concedeu ao Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos (Cevap) da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB), uma Moção de Congratulações O documento faz jus ao trabalho de desenvolvimento de um soro antiveneno, que pode aumentar as chances de um indivíduo sobreviver a um ataque de abelhas. 

O produto já está sendo desenvolvido por pesquisadores do Cevap da Unesp de Botucatu em parceria com o Instituto Vital Brazil, de Niterói – RJ, mas ainda aguarda a liberação de dois órgãos regulatórios federais: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)  e Comissão Nacional de Pesquisa (Conep) – para que sejam iniciados os testes clínicos em seres humanos. 

O documento parabeniza o coordenador executivo do Centro, Rui Seabra Ferreira Jr. (foto), e é extensivo a toda equipe de profissionais e estagiários da unidade, além de outros setores envolvidos na produção do soro. Medicamento é recebido por via intravenosa.

Cerca de 20 mililitros (ml) trazem ao corpo uma quantidade de anticorpos capaz de neutralizar 90% dos problemas causados pelas picadas de abelhas africanizadas, as mais comuns no Brasil. Quando um adulto é picado por mais de 200 insetos, o corpo recebe uma quantidade de veneno suficiente para causar lesões nos rins, fígado e coração, debilitando esses órgãos. A maioria das mortes acontece pela falência dos rins.