Cevap completa 20 anos a serviço da ciência

Fotos: Valéria Cuter

Os acidentes com animais peçonhentos causados por serpentes, escorpiões, aranhas, abelhas, vespas e lagartas estão entre as 20 doenças negligenciadas catalogadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, ocorrem cerca de 140.000 acidentes por ano sendo 300 deles fatais. Trata-se no momento de problema de saúde pública urbano, haja vista que a maioria dos acidentes, especialmente com escorpiões, aranhas, abelhas e vespas ocorre no interior ou próximo ? s residências.

Para estudar os animais peçonhentos foi criado pelo Conselho Universitário em 27 de maio de 1993 o Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos (Cevap) da Unesp, vinculado ? Faculdade de Medicina de Botucatu que passou a funcionar em uma área anexa ? administração da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ), em Rubião Júnior.

Em 2006 inaugurou sua sede definitiva, com aproximadamente 2.000 m2 de área construída, na Fazenda Experimental Lageado – Câmpus da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Unesp em Botucatu. O complexo dispõe de portaria, guarita de controle, cabina de força, reservatório elevado de água, museu de animais peçonhentos, prédio de recepção de animais e quarentenário, prédio de serpentários externos e biotério de roedores, prédio de serpentários internos, laboratórios de pesquisa, prédio de administração, salas de aula e de produção de mídias.

Ao longo desses anos, além de conscientizar, divulgar e incluir a comunidade no contexto dos acidentes com animais peçonhentos, tornou-se reconhecido no mundo, promovendo o ensino de qualidade em nível de pós-graduação, desenvolvendo pesquisas de forma a difundir o conhecimento científico gerado com ética e responsabilidade social e ambiental e capacitando pessoas na temática de acidentes com animais peçonhentos.

“O segredo do nosso sucesso, além de muito trabalho, é porque o Cevap busca sempre soluções para um problema e não apenas respostas para uma pergunta”, disse o coordenador do Cevap, professor Benedito Barravieira. “Desde a sua criação, teve sempre por missão prospectar moléculas candidatas a partir das toxinas com vistas a sua aplicação em seres humanos e animais”, acrescenta.

As pesquisas são realizadas seguindo as normas do Conselho de Ética em Experimentação. Conta com serpentário de visitação pública que objetiva informar e orientar a população sobre as diferentes espécies de animais peçonhentos, a prevenção dos acidentes, a desmistificação de crenças populares, os primeiros socorros e a importância ecológica e farmacológica dos venenos desses animais.

De acordo com o vice-diretor Rui Seabra Ferreira Júnior nos últimos 20 anos, o Cevap tem buscado contribuir para a solução de problemas que afligem a comunidade brasileira, internacionalizando sua pesquisa, tornando-a competitiva e de fronteira. “Assim, desenvolveu o selante de fibrina, que encontra-se agora em um ensaio clínico nacional fase II para tratamento de úlceras venosas”, cita. “Além disso, descobrimos recentemente que é um excelente arcabouço para células tronco”, emenda.

A unidade iniciará, ainda em 2013, um projeto de emprego do soro apícola para tratar pacientes acometidos por múltiplas picadas de abelhas africanizadas. “É sabido que estas abelhas são muito agressivas, escaparam em 1956 em Rio Claro no Estado de São Paulo, e africanizaram todo plantel apícola americano estando hoje na fronteira com o Canadá”, explicou Seabra Júnior.

O desenvolvimento do soro em parceria com o Instituto Vital Brazil trará um avanço na pesquisa e poderá salvar muitas vidas. Esse projeto, entre outros, está elencado no planejamento estratégico bianual do Cevap, recentemente enviado ? Pró-reitoria de Pesquisa da Unesp. Também implantou uma base operacional na Ilha da Queimada Grande, em parceria com o Instituto Vital Brazil, para consolidar um projeto de estudo das serpentes Bothrops insularis (jararaca-ilhoa).

Outro detalhe é que a revista científica da Cevap, a primeira eletrônica do Brasil publicada ininterruptamente desde 1995, foi recentemente incorporada ? Base de dados da BioMed Central. Foi uma decisão estratégica que teve por missão aumentar o fator de impacto junto a Thomson Reuters, publicadora do Journal Citation Reports, índice este que é a base dos critérios da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) na atribuição de conceitos aos Programas de Pós-graduação brasileiros.

Visando a formação e capacitação de profissionais o Cevap também oferece: estágios para alunos de graduação nos diferentes departamentos envolvidos com o Centro; cursos presenciais ou a distância de Extensão universitária, Aprimoramento, Especialização e Pós-Graduação; ministra mini-curso sobre acidentes com animais peçonhentos para os alunos de graduação dos cursos de Medicina, Enfermagem e Medicina Veterinária; e oferece o Programa de Aprimoramento Profissional em Animais Peçonhentos em parceria com o Departamento de Doenças Tropicais e Diagnóstico por Imagem da Faculdade de Medicina de Botucatu.