Caravana de Botucatu participa da Parada Gay

Várias pessoas que moram em Botucatu viajaram em caravana para São Paulo neste domingo (10) para participar da 16.ª edição da Parada Gay, que teve início ? s 12 horas na Avenida Paulista. Além de Botucatu caravanas de todo Estado também marcaram presença. O tema deste ano foi: “Homofobia tem cura: educação e criminalização! – Preconceito e exclusão, fora de cogitação!”.

De uma maneira geral, a estimativa é que esteve no evento um público superior a 3 milhões de pessoas e 14 trios elétricos que tomaram conta da avenida. São mais de 400 mil turistas que visitam a cidade deixando mais de R$ 180 milhões no comércio local. Na segurança foram escalados 2,4 mil homens, entre guardas-civis, policiais militares e agentes particulares, circularam pela via e por ruas próximas.

Antecedendo a Parada Gay, a avenida recebeu neste sábado (9) a 10.ª Caminhada de Lésbicas e Bissexuais. Para os organizadores foi uma espécie de “aquecimento”, para o evento maior de domingo. Com faixas e cartazes nas mãos, as mulheres protestaram contra o preconceito e pelo direito do aborto.

Para o presidente da São Paulo Turismo (SPTuris), Marcelo Rehder, a Parada do Orgulho LGBT fomenta o turismo, já que é um dos eventos que mais atrai estrangeiros para a capital paulista. Várias personalidades estiveram presentes como a senadora Marta Suplicy, a deputada estadual Leci Brandão, o deputado federal Jean Willys, o presidente da Associação da Parada, Fernando Quaresma, o prefeito Gilberto Kassab, a secretária de Justiça Eloísa Arruda e a delegada Margarete Barreto.

A Parada LGBT saiu do Masp, na Avenida Paulista, e seguiu no sentido Consolação. Os trios entraram na Rua da Consolação e desceram até a Praça Roosevelt, onde houve a dispersão. Foram 3,5 km de percurso.

Foto: Divulgação