Cachorro é baleado e esfaqueado no Jd. Santa Elisa

Fotos: Valéria Cuter

 

Um caso de maus tratos e abuso contra animal (artigo 32 do Código Penal) foi registrado pelo delegado Marcelo Lanhoso de Lima, na 1ª Central  de Polícia Judiciária e o caso está sob investigação.  A vítima foi um cachorro de porte médio, sem raça definida,  que pertence a dona de casa Daiane Rodrigues de Moraes, de 21 anos de idade.

Segundo versão da mulher, ela havia deixado o animal em sua casa  para ir ao posto de saúde daquela região da Cidade. Quando estava na sala de espera, o cachorro entrou “chorando” e sangrando com um ferimento no peito. “Não sei quem fez uma maldade dessas, pois meu cachorro é manso e nunca atacou ninguém.  Ele ficou bem machucado, mas  não corre risco de morte. Pelo menos isso!”,  desabafou a mulher.

Ela contatou o voluntário da Associação de Proteção aos Animais (APA), Wanderlei dos Santos,  que a auxiliou a levar o cão ferido até o Pronto Socorro (PS) do Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp, em Rubião Júnior onde foi examinado pelo médico Vinicius Albernaz.

Está contido no Boletim de Ocorrência (BO) que “o animal estava com uma lesão causada por um objeto pérfuro cortante (provavelmente uma faca).  Através de um exame de Raios X foi constatado, também,  que tinha um projétil de arma de fogo alojado em seu corpo e deverá retornar ao hospital na próxima semana e  passar por um procedimento cirúrgico para retirada do objeto”.

“A comunidade pode ajudar a combater os maus tratos contra animais  e se a pessoa souber que o crime esta acontecendo é importante que denuncie para  que as medidas sejam tomadas, ligando para os telefones:  99689-8242 ou 99701-2088.  Vou pessoalmente ver o problema de perto”, orientou Wanderley dos Santos.