Botucatu representa o Estado em Conferência

A Cidade de Botucatu foi representada por uma comitiva na Conferência de Promoção da Igualdade Racial do Estado de São Paulo realizada na Expo Center Norte, na capital paulista. A comitiva botucatuense foi formada por quatro delegados: Cleberson Luis da Silva, presidente do Conselho População Negra; Tiago Soares de Oliveira, da Gospop -Adão e Ema; Vanessa Castro, da Velha Guarda Carnaval Botucatu; e Maria Aparecida dos Santos, representante do Poder Público.

A Conferência que contou com a participação de mais de 500 delegados teve como objetivo avaliar os avanços, desafios e as perspectivas das políticas de Promoção da Igualdade Racial no Estado de São Paulo. Além de discutir mecanismos de institucionalização e implantação de um Sistema Estadual de Promoção da Igualdade Racial.

Na oportunidade, também foi definido que Botucatu representará o Estado de São Paulo junto com mais 62 delegados que levarão as propostas do Estado para a terceira Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, que ocorrerá de 5 a 7 de novembro em Brasília.

A ministra da Igualdade Racial, Luiza Bairros (foto), afirmou durante a solenidade de abertura da Conferência que São Paulo é referência para o País na questão racial. Segundo a chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), esta afirmação se justifica pela importância de São Paulo para a construção da história recente da população negra brasileira. “Não existe nada sobre a questão racial no Brasil que não tenha passado por São Paulo, ou que não tenha de algum modo, nascido aqui, ou se fortalecido quando chegou ou passou por esse Estado”, declarou a ministra.

Na visão da assessora em políticas promoção da Igualdade, Conceição Domingos Vercesi, o resultado da Conferência foi muito positivo não só porque Botucatu irá representar o Estado de São Paulo por meio do presidente do Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da População Negra, Cleberson Luis da Silva, mas também devido a qualidade das propostas referendadas durante o encontro.

“Todos os delegados participaram ativamente dos debates. Porém, destacamos a atuação do Cleberson, junto as várias comissões criadas pela sociedade civil durante a Conferência para que o interior paulista tivesse a sua participação garantida”, explica.

A assessora em políticas promoção da Igualdade que também participou do evento a convite da Secretaria Estadual da Justiça e Defesa da Cidadania, como relatora técnica do grupo de trabalho Participação Política destacou que as propostas encaminhadas para a Conferência Nacional visam diminuir a sub-representação de mulheres e homens negros nos cargos públicos e parlamentos.

“Também propomos formas de garantir uma participação equilibrada, sem a qual não será possível para os partidos políticos cumprirem uma agenda democrática como disposto na Constituição Federal, em que pesa a igualdade e a pluralidade no processo de participação política dos cidadãos brasileiros. Infelizmente a sub-representação de mulheres e homens negros nos parlamentos pode vir a ser um indicador da persistência do racismo ou dos seus efeitos negativos sobre a população afro-brasileira, conforme apontado no texto base subsídios para a terceira Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial. Botucatu, junto com outros municípios brasileiros defenderá a implementação destas e muitas outras propostas no Plano Nacional de Promoção da Igualdade Racial”, enfatiza.