Botucatu recebe Fórum sobre Violência contra Pessoas com Deficiência na quinta (23)

Evento organizado pela visa traçar diagnósticos e estimular novas medidas do poder público. Em 2 anos a região registrou mais de 200 ocorrências.

AgressãoNo dia 23, das 8h às 12h, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência irá promover o Fórum Regional sobre Violência contra Pessoas com Deficiência em Botucatu, no Auditório do Sebrae, localizado na Rua Dr. Costa Leite, 1570, no centro. Na oportunidade, além de Marcos Alexandre Schwerz da coordenadoria de projetos da Secretaria, estarão presentes gestores municipais de diversas áreas. Em 2 anos, a região registrou mais de 200 ocorrências relacionadas à violência contra pessoa com deficiência.

A iniciativa tem o objetivo de estimular o desenvolvimento local e regional de uma rede de gestores públicos e de planos de ação de enfrentamento à violação de direitos e violência contra a pessoa com deficiência ao fomentar, por exemplo, a criação de Conselhos Municipais, Secretarias e Coordenadorias que trabalhem na implementação de políticas públicas e de ampliação e consolidação de direitos para esse público. Além disso, o encontro visa produzir diagnósticos da situação em que as pessoas com deficiência se encontram na região e observar os resultados de iniciativas exitosas do governo do Estado como a criação da Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência (DPPD).

Implantada em junho de 2014, a DPPD atende casos de discriminação e outros crimes em que a presença de deficiência caracterize agravante, tornando a vítima mais vulnerável.  Sua atuação não se restringe ao trabalho policial, pois também orientar sobre direitos e encaminhar as vítimas para serviços de proteção social.

No mesmo período, todo Registro Digital de Ocorrência – mais conhecido como B.O. – feito em uma delegacia de polícia passou a ter um campo específico para identificar se a vítima apresenta algum tipo de deficiência. A mudança reforça a determinação de retirar o véu de invisibilidade que pairava sobre o tema.

Localizada na capital paulista, a delegacia visa tornar o atendimento policial mais especializado, nos moldes do que já acontece com outros públicos, como as mulheres, idosos e turistas. Só no segundo semestre do ano passado, a polícia paulista contabilizou mais de 14 mil boletins de ocorrência registrando crimes cometidos contra pessoas com deficiência em todo o Estado.

SERVIÇO
Fórum Regional sobre Violência contra Pessoas com Deficiência
Data: 23/06/2016
Horário: das 8h às 12h
Local: Auditório do Sebrae
Endereço: Rua Dr. Costa Leite, 1570, Centro – Botucatu/SP

forum-deficiencia