Botucatu conclui última etapa do projeto CEP Rural

ENTREGA DE PLACAS DO PROJETO CEP RURAL - FOTO PAULO SIQUEIRA (71) (Custom)A Prefeitura de Botucatu, através da Guarda Civil Municipal (GCM), vinculada à Secretaria Municipal de Segurança e Direitos Humanos, em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), promoveu na tarde do sábado passado (18), ao lado da Capela São José, no bairro Faxinal, a entrega de aproximadamente 400 placas referente à última etapa do programa Acessibilidade Rural (CEP Rural).

ENTREGA DE PLACAS DO PROJETO CEP RURAL - FOTO PAULO SIQUEIRA (87) (Custom)O projeto prevê a instalação de placas padronizadas com o nome e código da propriedade rural. Com essas informações cadastradas e auxílio de GPS, serviços públicos como os da GCM (199), SAMU (192) e Corpo de Bombeiros (193) podem atender a população do campo com mais agilidade sempre que acionados.

Além dos moradores do próprio Faxinal foram beneficiados pelo projeto donos de propriedades rurais em Rubião Júnior, Monte Alegre, Chaparral, Belinda, Pimentas, Capão Bonito e aquelas que localizadas às margens das rodovias Marechal Rondon, João Melão e Eduardo Zuccari. Com esta última ação, quase 1.200 propriedades rurais de Botucatu já estão cadastradas no projeto.

ENTREGA DE PLACAS DO PROJETO CEP RURAL - FOTO PAULO SIQUEIRA (84) (Custom)Estiveram presentes no encontro o prefeito João Cury Neto; vice-prefeito Antonio Luiz Caldas Jr.; presidente da Câmara, André Rogério Barbosa [Curumim]; vereador Ednei Lázaro da Costa Carreira; secretário municipal de Segurança, Adjair de Campos; secretário municipal de Agricultura, Milton Bosco; subprefeito de Anhumas, Nivaldo Pontes; comandante da GCM, Sérgio Luiz Bavia; e Sérgio Murilo, assessor do secretário estadual da Agricultura, Arnaldo Jardim.

Na ocasião, Ricardo Chiarelli, engenheiro da Cati; ao lado do inspetor Carlos de Paula, do Grupo de Proteção Ambiental (GPA); apresentaram o histórico de como o projeto foi concebido e como a população pode participar. Claudia Cirino, enfermeira do SAMU; e Cabo Carreira, do Corpo de Bombeiros de Botucatu; também aproveitam o espaço para enfatizar as situações em que os moradores da zona rural podem acionar tais serviços de emergência.

ENTREGA DE PLACAS DO PROJETO CEP RURAL - FOTO PAULO SIQUEIRA (75) (Custom)Dirceu Murbach, proprietário rural na região do Faxinal e responsável pela capela do bairro, se mostrou impressionado com a proposta do projeto. “Da cidade até a minha propriedade dá cerca de 15 km de distância, pouco mais de 20 minutos com o carro. Então aquele que não me conhece ou não sabe onde eu moro, tem dificuldade maior de chegar até aqui”, testemunha.

Em seu discurso, o prefeito João Cury Neto lembrou que o CEP Rural é uma ideia pioneira que garantiu a Botucatu a conquista do Prêmio Mario Covas, em 2012, na categoria Inovação em Gestão Estadual.

“Botucatu é o décimo maior município em extensão territorial, com mais de 850 quilômetros de estradas rurais. Cuidar e conservar todas elas não é fácil e representa também garantir acesso aos serviços ENTREGA DE PLACAS DO PROJETO CEP RURAL - FOTO PAULO SIQUEIRA (66) (Custom)públicos. Com o mapeamento de todas essas estradas e propriedades, a identificação nas porteiras, e o uso de GPS nas viaturas de emergência, o atendimento para quem mora longe do centro urbano consegue ser feito na metade do tempo. E tempo é algo crucial quando o assunto é salvar vidas. O CEP Rural é a representação perfeita que conhecimento e tecnologia devem caminhar juntos para facilitar a vida das pessoas”, enfatiza o prefeito, que ainda anunciou investimentos para levar sinal de internet à zona rural.

“Por anos a zona rural viveu o sentimento de abandono. De encontro a esse sentimento, estamos terminando a instalação de torres de internet para que quem mora no campo tenha sua vida facilitada e encontre condições mínimas para se manter no campo ao lado da família, com qualidade de vida”, completa.