Bioestatística do IBB Unesp tem novos chefes empossados

Professores e servidores vinculados ao Departamento de Bioestatística do Instituto de Biociências de Botucatu/Unesp (IBB) acompanharam a solenidade de posse de Fernando Luiz Pio dos Santos e Helenice de Oliveira Florentino Silva como os novos chefe e vice-chefe do setor, respectivamente. O mandato dos novos gestores vai até 2015 e ambos substituem Lidia Raquel de Carvalho e Liciana Vaz de Arruda Silveira.

Presidida pela diretora do IBB, professora Maria Dalva Cesário, a solenidade para a transmissão de cargo foi um momento para que os integrantes do departamento pudessem estreitar o contato com a Direção do instituto. Ao se dirigir aos novos responsáveis pelo departamento, a diretora enfatizou a solidificação do setor. “Sentimos um grande comprometimento não só dos chefes, mas do Departamento como um todo. Não há trabalho de gestão sem o conjunto das pessoas que fazem parte deste grupo”, frisou a diretora.

Ao deixar o cargo, professora Lidia agradeceu o empenho de cada servidor e professor para a consolidação do departamento junto ao Instituto de Biociências. “Durante estes anos tivemos a concretização dos avanços que já vínhamos obtendo como sua estrutura sólida”, avaliou, citando como exemplo a contratação de dois novos docentes e um servidor técnico-administrativo para o suporte nas atividades acadêmicas do setor.

Professor Santos, após assumir oficialmente o departamento, ressaltou ser importante a participação de todos os integrantes do setor para uma gestão coesa e determinada no avanço institucional. O novo chefe do setor afirma que algumas das prioridades nestes próximos dois anos é a expansão da pós-graduação com a possibilidade de se criar um curso de doutorado na área. “A proposta é que os projetos (de pesquisa e ensino) tenham essa expansão por meio do envolvimento de todos os integrantes do departamento”, disse.

Presente ? transmissão de cargo, professora Sheila Zambello de Pinho- que foi pró-reitora de Graduação da Unesp entre 2005 e 2012- felicitou tanto a chefia cessante quanto aos novos administradores. “Antes da criação da Unesp (que ocorreu em 1976) sempre tivemos pessoas que fizeram muito pelo setor”, disse. “Cumprimento a todos que fizeram o departamento de Bioestatística crescer e ter essa dimensão toda hoje”, acrescentou.

O departamento de Bioestatística concentra dezesseis professores e cinco servidores técnico-administrativos. Na graduação é responsável por 37 disciplinas nos cursos oferecidos pelas quatro unidades da Unesp instaladas em Botucatu (agronomia, medicina, medicina veterinária e zootecnia, engenharia florestal, entre outros). Já na pós-graduação, é responsável pela ação junto a 19 áreas de atuação nas ciências biológicas, médicas e agrárias.

Criado em 1977 como parte do antigo IBBMA (Instituto Básico de Biologia Médica e Agrícola), o Departamento de Bioestatística é um dos mais antigos vinculados ao IBB Unesp. Desde sua criação, o setor atua em três áreas de conhecimento: Computação, Estatística e Matemática.

{n}Sobre os novos chefes {/n}

Fernando Luiz Pio dos Santos é graduado em Matemática pela Unesp (1998), mestrado em Ciências da Computação e Matemática Computacional pela Universidade de São Paulo – USP (2001) e doutorado em Engenharia Mecânica pela USP (2008). Atualmente é professor Assistente-Doutor do Instituto de Biociências de Botucatu – IB/Unesp. Tem experiência na área de Matemática Computacional, com ênfase em Modelagem Matemática e Equações Diferenciais.

Já Helenice de Oliveira Florentino Silva possui Licenciatura em Ciências com habilitação em Matemática pela Universidade Federal de Uberlândia (1987), mestrado em Matemática Computacional e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Matemática Aplicada, com ênfase em Modelagem Matemática e Otimização, atuando principalmente em otimização aplicada a Biossistemas. Desde 1999 tem desenvolvido projetos envolvendo modelagem matemática para auxílio na resolução de problemas nas áreas agrária e médica.

Fonte: Assessoria
Flávio Fogueral