Beneficiário do INSS deve renovar senha no banco

Os beneficiários do Instituto Nacional de Seguridade Social ( INSS) que ainda não fizeram a renovação de senha/fé de vida têm até 31 de dezembro para comparecer ao banco em que recebem o pagamento e realizar esse procedimento. No Estado de São Paulo, dos cerca de 7 milhões de beneficiários, apenas 343 mil ainda não fizeram a renovação.

Para fazer a renovação de senha/fé de vida não é necessário ir a uma agência do INSS. O procedimento é realizado diretamente no banco em que o segurado recebe o benefício, mediante a apresentação de um documento com foto, como carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira de habilitação, entre outros.

O procedimento é obrigatório para todos os beneficiários do INSS que recebem por meio de conta corrente, conta poupança ou cartão magnético e quem não o fizer poderá ter seu pagamento interrompido.

As pessoas que não puderem ir ao banco por doença ou dificuldade de locomoção podem realizar a renovação de senha por meio de um procurador cadastrado no INSS. Para se cadastrar no INSS, o procurador deve comparecer a uma agência da Previdência Social e apresentar procuração assinada pelo beneficiário, conforme modelo disponível no site www.previdencia.gov.br, ou procuração registrada em cartório. Também deve levar os documentos de identificação pessoal e do beneficiário e atestado médico que comprove a impossibilidade de locomoção do segurado.

Os bancos estão comunicando os beneficiários sobre a renovação da senha por meio de mensagens informativas, disponibilizadas nos seus caixas eletrônicos e sites na internet. As pessoas devem ficar atentas a essas mensagens para não perderem o prazo para fazer o procedimento.