Autoridades visitam instalação do gás natural em Botucatu

A Gas Natural Fenosa em São Paulo organizou um encontro em Botucatu, para apresentar o avanço da obra de infraestrutura de distribuição de gás natural ao novo Secretário de Energia do Estado de São Paulo, Marco Antônio Mroz, acompanhado do Secretário Adjunto, Paulo Ricardo, do Subsecretário de Petróleo e Gás, Ubirajara de Campos, do Vice-Prefeito de Botucatu, Antônio Luiz Caldas e de secretários municipais de diversas pastas.

Apresentação foi conduzida pelo presidente da Gas Natural Fenosa, Bruno Armbrust e pelo Diretor-Geral da Gas Natural Fenosa em São Paulo, Armando Laudorio, com aportes  do Diretor de Operações, Vicente de Angel Zafra, do Gerente de Operações, Lucien Biot e de José Nascimento Júnior e Danilo Kostenko, de Operações e Industrial e GNV, da Gas Natural Fenosa em São Paulo.

Até o mês de julho, foram construídos mais de 26 km de redes de distribuição de gás natural em Botucatu (equivalentes à primeira fase de obras), de um total de 105 km, com término previsto para fevereiro de 2015 e início de abastecimento da cidade em maio desse mesmo ano. A Gas Natural Fenosa está investindo R$ 86 milhões nesta obra.

O planejamento seguirá o desenvolvimento normal de mercado do gás natural, chegando, primeiramente, às indústrias e aos postos de combustíveis de Botucatu e, em um segundo momento, aos comércios e às residências. A projeção da empresa é ampliar o fornecimento de gás natural junto com o crescimento da cidade. “A companhia aposta no desenvolvimento econômico de Botucatu”, destacou o Diretor-Geral, Armando Laudorio.

Outro tema destacado ao novo Secretário de Energia do Estado,  na ocasião, foi o abastecimento, por meio de GNC (gás natural comprimido), nas cidades onde ainda não é viável a construção de infraestrutura de fornecimento. Um exemplo citado foi o município de Itapetininga, onde a entrega de gás natural é realizada via GNC, para antecipar a chegada do energético à cidade, até a finalização do Citi Gate, que se dará em setembro deste ano.

Atualmente, a Gas Natural Fenosa em São Paulo opera por volta de 1.400 km de redes, que distribuem gás natural canalizado para 16 cidades da região Sul do Estado de São Paulo. Esse total compreende mais de 44.500 clientes, sendo em torno de 43.100 residências, 1.167 comércios, 193 indústrias e 26 postos de GNV.