Apae Botucatu ganhará novo veículo para alunos

As unidades da Associação de Pais Amigos dos Excepcionais (Apaes) espalhadas pelo Estado, incluindo Botucatu, e outras entidades assistências de 246 municípios paulistas, serão agraciadas com transporte adaptado a seus alunos com deficiência.

O decreto que prevê o benefício foi assinado pelo governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o secretário estadual da Educação, Herman Voorwald, no último dia 6. Botucatu esteve representada no ato pelo assessor em Políticas de Inclusão Social, Paulo Malagutte, e o diretor da Apae local, Paulo Jesuíno.

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo vai oferecer um total de 269 veículos. São três modelos de transporte: 10, 15 e 22 lugares. A Apae de Botucatu receberá um ônibus com 22 lugares. O primeiro lote de veículos deverá ser entregue até o fim do ano. O investimento total é de cerca de R$ 40 milhões para a compra de um veículo por entidade conveniada com a Secretaria da Educação do Estado.

“Trata-se de uma importante ação por parte do Governo do Estado. O transporte é um dos desafios enfrentados pelas organizações diariamente. No caso de Botucatu, esta aquisição trará ainda mais segurança aos bons serviços prestados pela nossa Apae”, afirma Paulo Malagutte.

{n}Sobre a Apae Botucatu{/n}

Em Botucatu a Apae foi fundada em 1969 e hoje atende 198 alunos com deficiência intelectual, múltipla e autismo, e respectivamente oferece amparo a suas famílias. Presta serviços permanentes e gratuitos voltados ? qualidade de vida e inclusão destas pessoas com deficiência na sociedade.

A entidade mantém convênios importantes junto ao Poder Público Municipal, que repassa anualmente pouco mais de R$ 400 mil somados recursos oriundos da Secretaria Municipal de Educação e os Fundos Municipais da Pessoa com Deficiência e de Assistência Social.

A Apae também é um dos seis Pontos de Cultura de Botucatu, viabilizado pelo programa Cultura Viva, do Ministério da Cultura, em parceria com as prefeituras. Por ano, a entidade recebe o repasse de R$ 60 mil [dividido entre Governo Federal e Municipal] para o desenvolvimento do projeto Abayomi, grupo que trabalha músicas e danças brasileiras.

Recentemente, o prefeito de Botucatu João Cury Neto manifestou apoio incondicional ? s Apaes de todo o Brasil que se mobilizam e reivindicam a alteração da Meta 4 do Plano Nacional de Educação (PNE). Ela estabelece que alunos com deficiência estudem em escolas regulares, sem a opção de escolherem por escolas especiais como as Apaes.