Adote essa ideia: Banco de Sangue Canino da Unesp necessita de doadores

 

banco-sangue-canino-caes (6)Doação de sangue é um assunto que está praticamente todos os dias em diversos noticiários. Campanhas são feitas para sensibilizar doadores, evitando que cirurgias não sejam canceladas, por exemplo.

Mas o que pouca gente sabe, é que banco de sangue não é exclusividade de humanos, pois os animais também necessitam dos mesmos procedimentos. E em um cotidiano cada vez mais voltado ao mundo “Pet”, ideal seria que as doações também fossem direcionadas para cães e gatos.

Botucatu conta atualmente com o Banco de Sangue Canino, parte integrante da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp (FMVZ). Mas a exemplo do que ocorre com humanos no Hemocentro, a luta para conseguir doadores é sempre muito difícil.

banco-sangue-canino-4
Professora Regina Takahira é diretora do Banco de Sangue Canino

Os pré-requisitos para um cão ser doador são:

  • Ter entre 1 e 8 anos de idade;
  • Ter temperamento dócil;
  • Apresentar mais de 25kg (cão);
  • Não ter passado por procedimento cirúrgico recente;
  • Apresentar vacinação anual e vermifugação semestrais atualizadas.

“Temos muitas dificuldades em conseguir doadores que se encontram no perfil ideal. Hoje temos uma média de 40 a 45 doadores por mês, o que é suficiente para atender a atual demanda. Mas se o número de cães que necessitam de sangue aumentar, poderemos ficar com falta de bolsas”, explica a Professora Regina Takahira, diretora do Banco de Sangue Canino.

Os exemplos de enfermidades que acometem os cães e exigem a doação sanguina são: Doença do carrapato, doenças renais, doenças infecciosas traumas, cirurgias, entre outras.

banco-sangue-canino-7
Maurício Wilsem: “Doar sangue é um procedimento seguro e não causa dor ao animal”

“Muitas vezes temos animais que necessitam de doações contínuas, doações compatíveis. Por isso nós procuramos conscientizar os proprietários e cuidadores que doar sangue é um procedimento seguro e não causa dor ao animal”, coloca o Pós-Graduando Maurício Wilsem, um dos responsáveis pelas ações do Banco de Sangue Canino.

Maurício ainda traz um dado relevante e preocupante sobre o perfil do cão doador em Botucatu. “Na maior parte os cães doadores do Banco Canino são de repúblicas, ou seja, de estudantes aqui da Unesp mesmo. Por isso nos períodos de férias o número de doadores cai drasticamente. Então mais uma vez procuramos sensibilizar as pessoas para que tragam seus cães para doar sangue”, explica.

O Acontece Botucatu visitou o Banco de Sangue Canino da Unesp em Botucatu e constatou que o serviço é bem organizado dotado de infraestrutura. A sala onde se coleta o sangue é totalmente confortável e climatizada, o que deixa o cão em melhores condições para doar.

banco-sangue-canino-caes (9)
Procedimento leva em média 10 minutos

Um laboratório no mesmo prédio faz a análise do sangue coletado. O trabalho é feito por profissionais e estudantes de Veterinária.

“São retirados apenas 450 ml de sangue do animal, ou seja, um procedimento rápido. A coleta dura em média 10 minutos e o local é super confortável, fazendo que o cão se sinta tranquilo” diz Regina Takahira.

O Banco de Sangue Canino da Unesp funciona de segunda a sexta, das 8h00 às 18h00, junto ao Laboratório Clínico Veterinário da FMVZ. O telefone para contato é o (14) 38802061. Acesse a fanpage para acompanhar os trabalhos no link www.facebook.com/Banco-de-Sangue-Canino-UNESPBotucatu-144188059084944/