50% dos bancários devem parar hoje

bancariosBancários de todo o País entram em greve a partir de hoje para reivindicar reajuste salarial e melhores condições de trabalho. Na região de Bauru, o sindicato da categoria projeta adesão de cerca de 50% dos trabalhadores, com maior mobilização principalmente entre funcionários de bancos públicos.

Durante o período de paralisação, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) orienta os clientes a procurar canais alternativos para realizar transações bancárias, como sites ou atendimento por telefone.

Em Bauru, a greve por tempo indeterminado foi deliberada em assembleia realizada em 29 de agosto, após os bancos oferecerem reajuste de 6,5% sobre o salário e benefícios – como vale-alimentação e auxílio-creche, além de abono no valor de R$ 3 mil. Os bancários, contudo, reivindicam aumento salarial de 28%, referentes a perdas salariais entre 1994 e 1999, à média do crescimento percentual dos ativos dos cinco maiores bancos brasileiros e à inflação dos últimos 12 meses.

Outro lado

Por meio de nota, a Fenaban informou que o aumento oferecido supera a inflação para a maior parte dos bancários, visto que envolve, além dos 6,5% de reajuste salarial, um abono de R$ 3 mil. “Somando ambos, para algumas faixas salariais o aumento chega a 15%”, conclui o texto do comunicado.

A Federação lembra, ainda, que a proposta inclui PLR, aumento no vale-alimentação (para R$ 523,48 mensais) e no vale-refeição (para R$ 694,54 mensais) – que a entidade afirma serem uns dos benefícios mais altos do mercado atualmente.

Alternativas

Clientes que precisarem de serviços durante a paralisação deverão utilizar caixas eletrônicos ou ligar para as centrais de atendimento dos bancos. É possível consultar saldo ou fazer transferência via telefone, por exemplo.

Essas e outras funções também estão disponíveis nos sites dos bancos (internet banking) ou por meio de aplicativos para tablets e smartphones (mobile banking). Pagamentos de contas e saques também podem ser feitos em correspondentes bancários, como casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados.

Segundo o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região, devido à proximidade do quinto dia útil, uma comissão de retaguarda será mantida nas agências para auxiliar a população em caso de imprevistos.

Print

(Fonte: JCNet)