4ª turma da Unesp revive momentos acadêmicos

No convite impresso de formatura, o dia 18 de dezembro de 1971, significou o momento para que os então alunos da 4ª turma de Medicina da então Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu (FCMBB)- embrião do que viria a ser a Unesp na região- e concretizassem o sonho da graduação e iniciassem assim a carreira como médicos e professores.

Companheirismo, amizade e lembranças de épocas de descobertas e conhecimento. Foi nesse clima que muitos dos integrantes da quarta turma de medicina se encontraram durante as homenagens oferecidas na solenidade alusiva aos 48 anos do início das atividades do curso de medicina pela FCMBB, realizada dia 29 de abril. Uma exposição de fotos, com curadoria da historiadora Isaura Bretan, levou aos presentes muita emoção e momentos marcantes dos seis anos que passaram em Botucatu.

Nilberto de Almeida, natural de Jacareí (SP), ressaltou as mudanças de cidade e rotina como os maiores impactos da nova escola. Para ele, ter vivenciado parte do início da FCMBB significou aprender a mudar a rotina, engajar-se em causas políticas e sociais (o curso ocorria em pleno Regime Militar). “Uma das lembranças mais significativas foi quando cheguei a Botucatu. Tínhamos acabado de encostar o carro aqui no campus para a matrícula e vi como isso era isolado. Ver a faculdade crescer a cada dia e hoje ser essa referência me deixa orgulhoso em ter participado da ‘Gloriosa’”, ressaltou o médico que se especializou em urologia e atualmente vive em Franca.

O vestibular na década de 1960 era diferente da forma como é feito atualmente. Muitos dos candidatos escolhiam cursos nas diversas instituições de ensino superior espalhadas pelo Estado. Alguns optavam pela novata FCMBB. Foi assim que Maria Áurea Gallo decidiu mudar-se de São Paulo a Botucatu na época. Segundo ela, uma das características marcantes da turma era a forma acolhedora e comprometida de cada membro. “Era um grupo acolhedor e isso proporcionou que tivéssemos boa relação com todas as turmas e outros cursos da faculdade”, realça.

De um total de 90 alunos, doze eram mulheres. E o sentimento de cada uma dessas estudantes era de ter colaborado como corpo discente para o crescimento e solidificação da FCMBB. “As primeiras turmas, e isso incluindo a quarta, lutaram muito para que a faculdade crescesse e tivesse essa dimensão do que é atualmente”, relatou Nadja de Moraes, que realizou residência em pediatria em Botucatu e não retornava ? cidade há 15 anos.
Situação diferente que Santos Tonioli Filho vivenciou. Em 1966 ingressou na FCMBB com a incerteza do que encontraria na então desconhecida Botucatu. “Na época nem sabia como era Botucatu. Mas com o tempo fui percebendo o potencial que a faculdade teria”, enfatizou. O médico, que se especializou em pediatria, formado em 1971, ingressou na Força Aérea Brasileira e tempos depois clinicou em Santos. Mas sempre manteve contato com a cidade- a esposa é botucatuense- e com a escola. “O crescimento da FMB foi espetacular. Dizer que sou formado pela Unesp é um orgulho pelo que hoje a universidade é para o Estado”, concluiu Santos.

{n}Integrantes da 4ª turma de Medicina {/n}

Akimi Imafutu
Aloisio Antonio Gentil
Antero Frederico Macedo de Miranda
Antonio Carlos Menegon
Antonio Gevali Carsava
Antonio Naufel
Araci Ferreira Lopes
Aristides Caruso Junior
Carlos Henrique Siloto
Celso de Freitas Gomes
Cid Libero Macchetti
Cleide Keller
Dorio Elman
Duarte Manoel Teixeira da Silva
Edgard Chammas
Elizabeth Garcia Castro Caruso
Everaldo Casalenuovo
Fernando Bernardo Fonseca
Florence Kerr Correa
Geraldo Migliorini Pires de Campos
Hamad Mitri Antonios Saleh
Hamilton Almeida Rollo
Hedoneia Mendes Chinaglia
Issan Fares
Jaime de Oliveira Gomes
João Carlos Barreiros
Joao Carlos Macarini
Joaquim Fernando Almeida
Jose Abdo Neto
Jose Carlos Dal Acqua da Silva
Jose Carlos Gurgel
José Gabriel Martins de Camargo
Jose Lourenco Quaglia
José Manoel Bertolote
Jose Paulo de Figueiredo Marquesi
Jose Roberto Naddeo
Jose Teodoro Veneziano Tonete
Juarez Carlos Barauna
Luis Angelo Sampaio
Luiz Antonio Vicente Silveira
Maorilio Aparecido Calil
Marco Antonio de Almeida Torres
Marcos Antonio Congilio Martins
Maria Aurea Pisaneschi Petrossi Gallo
Maria Lucia Lebrao
Maria Rosa Bet de Moraes e Silva
Mauro Benedito Monson de Souza
Mauro Brasil Lambert dos Santos
Milton Flavio Marques Lautenschlager
Monir Hanania
Nadja Soares Filgueiras de Moraes
Nelson Gaspar Dip
Nilberto de Almeida
Norberto Marcondes dos Santos
Odair Carlito Michelin
Omar Abrão Geraige
Paulo Traiman
Pedro Dimitrov
Pericles Alves Nogueira
Renato Sérgio Pietsch Cunha
Rubens Correa Guimaraes
Rubens Monteiro
Santos Tonioli Filho
Sergio Passerotti
Sidnei Jose Spinardi
Silvio Antunes Cocenas
Suely Dias Manfrinato
Tereza Kawakami Kiy
Ubajara Cunha Nogueira de Freitas
Valdemar Pereira de Pinho
Vanderlei Angelo Najarro Gagliardi
Wagner Ripari
Walter Spinelli Junior
Wilmar Magalhães Lemos
Yoshino Ayabe Gomes

{n}PARANINFO{/n}
Prof. Dr. Marco Segre

{n}PATRONO{/n}
Prof. Dr. Fernando José de Nóbrega

Fonte: Flávio Fogueral/ Jornal da FMB