União da Vila leva o título da Copa dos Campeões

Um grande jogo marcou a final da decisão da Copa dos Campeões, disputado na tarde deste domingo (4) no Estádio Dr. Acrísio Paes Cruz, da Associação Atlética Ferroviária (AAF). Em campo os dois finalistas: União da Vila Maria Futebol Clube e Associação Atlética São Manoel. Na partida preliminar disputando o 3º e 4º lugares a equipe do Dinamite Futebol Clube derrotou o Esporte Clube Serra Negra pelo placar de 4 a 2.

O jogo principal, tendo como juiz Alex Duarte auxiliado por Antônio Carlos “Biro” Francisco e Silvio Camargo, foi marcado pelo equilíbrio técnico entre as duas equipes. Entretanto, aos 35 minutos do primeiro tempo, aproveitando-se de uma falha de marcação da equipe adversária o atacante Buiú tirou o zero do placar, deixando a equipe da União em vantagem: 1 a 0.

Até a metade do segundo tempo as equipes se equivaleram. Porém, a equipe da União recuou para segurar o resultado e buscar o segundo gol através de contra-ataques e por muito pouco não conseguiu através de Buiú que perdeu o chamado “gol feito”. Os dois técnicos fizeram várias substituições: um tentando virar o marcador e o outro segurando o resultado. Já nos acréscimos a Associação Sãomanuelense chegou a marcar, mas o atacante estava em situação de impedimento e o gol foi anulado gerando muita reclamação da equipe visitante.

O técnico Perú, comandante da União da Vila, sagrou-se campeão jogando com Sandro; Zé Galinha (Anderson), Romeu, Bozo e Diogo; Arandú, Denilson, Vander (Gelson) e Tilico (Mauro); Miro (Luiz) e Buiú (Leandro). Ficaram no banco: Denis, Claudenir e Kleber.

Já a equipe sãomanuelense orientada pelo professor Rivair foi escalada com: Edson; Alan, Val (Danilo Testa), Xuxa e Marquinhos; Gil (André), Tobias (Beto), Caique (Giovani) e Willian (Felipe); Alemão (Bruno) e Guilherme (Marcão). Ficaram no banco: Maicon, César, Evandro e Edmar.
Para o técnico Peru o campeonato foi conquistado em razão do engajamento de toda equipe. “Foi um jogo muito difícil, pois a equipe adversária tem um grande time e um banco de reservas de muita qualidade e isso só valorizou nossa vitória. Agora vamos comemorar muito esse título, que foi merecido e é de todos nós”, comemorou o treinador.

Já Rivair reconheceu a derrota do seu time. “Um tinha que vencer e, infelizmente, eles conseguiram segurar o resultado construído no primeiro tempo. Trocamos quase o time inteiro na tentativa de reverter o resultado, mas não conseguimos. Mérito pra eles e temos que nos contentar com o vice-campeonato”, consolou-se.

O coordenador do campeonato Clodoaldo Cardoso, enalteceu a performance da equipe durante o campeonato. “Entendo que as quatro equipes semifinalistas tinham condições de conquistar o título. Todas montaram um plantel com grandes jogadores e a competição foi de alto nível. Não podemos deixar de falar do apoio que tivemos do prefeito João Cury, que esteve conosco o tempo todo e participou da entrega dos troféus”, comentou Cardoso.

Fotos: Quico Cuter