Preta Jeh fica em terceiro no Mundial em Abu Dhabi

A atleta botucatuense, Jéssica Cristina, mais conhecida como Preta Jeh, conquistou a medalha de bronze no Campeonato Mundial de Jiu Jitsu disputado em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, na categoria absoluto. Este mesmo resultado ela havia conseguido no ano passado.

“Viajei com a expectativa de trazer o título para o Brasil e dei o melhor de mim para isso, mas não consegui. Conquistar o terceiro lugar num campeonato difícil como este é um resultado excelente e vai ser importante para enriquecer meu currículo”, disse a atleta.

Por falta de patrocínio Preta Jeh não pode levar seu técnico, professor Anderson “Banana” Silva, responsável pela Academia Miquinho, onde ela desenvolve seus treinamentos. Apenas ela teve todas as despesas pagas para participar do campeonato depois de competir em uma seletiva com as melhores atletas do País em sua categoria.

“A presença do técnico é muito importante, pois dá segurança e ele pode observar detalhes e dar dicas que poderiam ser aplicadas durante a luta. Pena que o meu técnico não pode viajar comigo para me orientar”, lamentou Preta Jeh. “Se ele estivesse ao meu lado, possivelmente meu desempenho teria sido ainda melhor”, emendou.

Para Anderson “Banana” Silva, a atleta botucatuense é uma das melhores atletas de jiu jitsu do mundo e precisa de apoio. “Se não vier (apoio), Botucatu poderá perder uma atleta que é um exemplo a ser seguido pela sua dedicação e profissionalismo. Essa menina é um dos maiores expoentes do esporte, além de ser uma grande atleta, uma grande pessoa e uma grande mulher, que coloca nossa cidade e nossa equipe entre as melhores do mundo”, frisou Banana.

Foto: Valéria Cuter