Prefeito anuncia construção de Centro Paradesportivo

Em cerimônia marcada para ser realizada na próxima segunda-feira (26), ? s 18 horas, no Palácio dos Bandeirantes, o governador Geraldo Alckmin formalizará a assinatura de convênios para a construção de Centros de Tecnologia e Inclusão Social e de Academias de Ginástica Paradesportivas no interior do estado. Após a análise dos projetos apresentados, sete municípios foram contemplados: Botucatu, Dois Córregos, Ibitinga, Mogi das Cruzes, Pederneiras, Americana e Catanduva.

O prefeito João Cury Neto estará na capital paulista para a assinatura do convênio viabilizado através da Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Ele comemora mais essa importante conquista voltada para a inclusão social no município.

“É uma felicidade muito grande saber que muitas cidades apresentaram projetos e em meio a um grupo seleto de sete municípios contemplados consta Botucatu. Essa é mais uma demonstração de que a prefeitura aprendeu a elaborar bons projetos. Trata-se de uma ação transversal que inclui as secretarias de Planejamento e Esportes e Lazer, além da Assessoria Especial em Acessibilidade e Inclusão Social. Também não posso deixar de mencionar o apoio importante, mais uma vez, do deputado estadual Pedro Tobias”.

O local escolhido para receber esse novo investimento é a grande área anexa ao ginásio municipal de esportes “Dr. Mário Covas Júnior”, no Bairro Alto. Serão mais de 3 mil m² de área construída divididos em dois complexos. O Centro Paradesportivo inclui quadra poliesportiva, salão de fisioterapia, vestiários, administração, piscina de hidroterapia (aquecida) e piscina semi-olímpica com 4 raias (aquecida). Para viabilizar a obra o Governo do Estado destinará em torno de R$ 800 mil e a Prefeitura investirá valor semelhante.

Já o Centro de Tecnologia e Inclusão Social contempla Oficina de Orientação Profissional, Oficina Cultural (Teatro/Vídeo), Oficina de Artesanato, Oficina de Tecnologia em Informação e Comunicação, Acessa São Paulo, Pátio de Convivência, sanitários adaptados, recepção, diretoria, secretaria e anfiteatro para 200 pessoas. Para execução da obra o Governo do Estado investirá cerca de R$ 2 milhões. “Esse valor corresponde apenas a construção. Depois também caberá ao Estado equipar esse novo centro. A questão do custeio está sendo formatada”, informa Paulo Malagutte, assessor especial em Acessibilidade e Inclusão Social.

No ato de assinatura dos convênios, 30% dos recursos já serão creditados na conta da prefeitura para que o processo licitatório seja aberto. A expectativa é que as obras sejam iniciadas até meados de março de 2012.

O prefeito João Cury esclarece que o complexo que será construído em Botucatu é diferente da Praça Paradesportiva que o governador Geraldo Alckmin inaugurou há alguns meses em Bauru. “São dois equipamentos importantes, mas bastante distintos. São dois projetos que apostam na inclusão unindo todas as pessoas, com ou sem deficiência”, conclui.

Foto: Valéria Cuter