Ninguém venceu no derby regional de futebol feminino

Definitivamente, não foi uma partida nervosa e agitada com lances de jogadas mais duras, em razão da rivalidade entre as equipes, que fizeram o derby da região. De um lado a equipe de futebol feminino da Associação Botucatuense de Desporto/Associação Atlética Ferroviária (ABD/AAF) que enfrentou a equipe do América de São Manuel, na tarde deste domingo (29). Apesar do frio, um bom público compareceu para ver as duas equipes em mais uma rodada do Campeonato Paulista de Futebol Feminino.

Durante os 90 minutos de jogo, poucas foram as oportunidades de gols criadas. Embora a ADB/AAF treinada pelo Professor Renato Moral, tivesse mais tempo de posse de bola, não conseguiu furar o bloqueio da defesa adversária armado pelo técnico Edson Castro, que saiu satisfeito com o resultado do jogo. Para Moral, a equipe botucatuense poderia ter tido mais sorte na partida e feito pelo menos um gol, já que criou muitas oportunidades.

O jogo se concentrou em toques de bola no meio do campo e apenas a atleta Grace, fez jogadas de linhas de fundo, já que tem muito vigor físico e velocidade. Em alguns momentos ela “infernizou” a defesa adversária e dos seus pés saíram as melhores jogadas. O ataque de Botucatu sentiu falta da atacante Dandara, que esteve ausente desta partida.

Para o jogo o técnico Renato Moral, escalou a equipe no esquema 4-3-3 com: Maike; Lucéia, Jujuba, Aline e Bruna (Nina); Karina, Ninja (Jéssica) e Dani; Pepê, Grace e Tica (Wérica). Ficaram ainda como opção de banco: Sara, Élida, Aline Joyce e Jeniffer. A comissão técnica se completou com o preparador físico Roberto Giandoni Júnior; o massagista Júlio Conceição; o auxiliar técnico Almir Rogério e o médico Oscar Hoeppner.

Com este resultado obtido contra São Manuel, equipe de Botucatu soma agora 19 pontos, com seis vitórias, um empate e uma derrota. Fez 27 gols e levou apenas 4, tendo um saldo positivo de 3,375 gols por partida. Volta a jogar no dia 14 de junho contra o Paulista de Jundiaí no Estádio da Ferroviária.

Já o técnico Edson Castro escalou o América no 4-4-2 com: Maria Luiza, Francine, Daiane, Geizi e Siméia; Thais, Anne, Patrícia e Bruna; Edilane e Glenda (Valéria). Ficaram no banco como opção de jogo: Elaine, Priscila, Érica, Elissandra, Maria e Indianara. Ao lado de Castro estiveram a preparadora física, Carol Biral e o massagista Pedro Rocha. No Paulista o América de São Manuel tem 10 pontos ganhos, com três vitórias, três derrotas e um empate. Fez 11 gols e tomou 12, tendo saldo de um gol negativo.

{n} Fotos: Quico Cuter