Nadador Henrique Reis faz balanço da temporada

Apesar de ter disputado menos provas do que nos anos anteriores, o botucatuense conquistou resultados expressivos que o mantém como um dos principais atletas masters do país
 


O nadador master da Associação Atlética Botucatuense (AAB), Henrique Reis, faz um balanço positivo da temporada 2015. Apesar de ter disputado menos provas do que nos anos anteriores, o botucatuense conquistou resultados expressivos que o mantém como um dos principais atletas do país.

Reis priorizou o Circuito Unami (União dos Nadadores Master do Interior), mas também participou do Campeonato Brasileiro de Natação e de algumas travessias. “Fiquei muito satisfeito com o desempenho, não conquistei tantas medalhas como no ano passado, mas fui muito bem nas competições que priorizei”, diz o experiente nadador da categoria 65+.

Pelo segundo ano consecutivo, o atleta da AAB recebeu o premio “Top Ten” de melhor índice técnico da Federação Internacional de Natação (FINA). A premiação foi referente a participação de Henrique Reis na equipe do revezamento 4x50m livre da Unami (União dos Nadadores Master do Interior), que obteve o oitavo melhor tempo do mundo em 2014.

A entrega aconteceu durante a realização do Campeonato Brasileiro, em Riberão Preto, nos dias 19 e 20 de setembro de 2015, competição onde o botucatuense também fez bonito, conquistando quatro medalhas: ouro nas provas de 200m medley e 50m peito e prata nos 100m medley e 200m peito. Com mais essas medalhas, Reis atingiu a impressionante marca de 29 conquistas em campeonatos nacionais. á no Circuito Unami, o atleta participou de 9 das 10 etapas. Em 26 provas disputadas, ele venceu 25 e chegou apenas uma vez em segundo lugar. Nas provas de revezamento amealhou 15 medalhas, integrando as equipes de Rio Claro, Limeira e Botumaster.

Em 2015 foram apenas duas travessias. Vale lembrar que em 2014, Henrique Reis venceu 19 das 20 provas que disputou no Circuito Paulista de Travessias. Neste ano ele foi primeiro lugar em uma travessia de 2 km em Lins e vencedor dos 500m e 1000m em Bertioga. “2015 foi um ano que tive algumas gripes que me atrapalharam um pouco, mas espero voltar a disputar mais provas em 2016. Não é fácil, pois os gastos são grandes, quem sabe consigo mais alguns apoios e os resultados melhoram ainda mais”, diz.