Moradores da Cohab 1 ganham campo de malha e bocha

No último domingo (3), a Prefeitura de Botucatu fez a entrega do Clube de Malha e Bocha da Cohab 1, na região Sul da Cidade, Rua Cyro Leão com Praça Dib Jorge s/nº. A obra foi viabilizada pela parceria entre as Secretarias de Esporte e Planejamento. O investimento no espaço foi de pouco mais de R$ 50 mil. O local, totalmente coberto e com sanitários, possui uma cancha para a prática da malha de aproximadamente 40 metros de extensão e outra, de 18 metros, voltada ? s partidas de bocha.

O Clube de Malha e Bocha, por indicação da própria comunidade, receberá o nome de Dirceu Justino da Silva. O projeto de lei de iniciativa do prefeito João Cury Neto deu entrada na Câmara e deverá ser apreciado pelos vereadores nas próximas sessões. Na cerimônia de entrega do espaço, além de autoridades públicas e da própria comunidade, esteve presente a filha de Dirceu, Fernanda Correa da Silva, que agradeceu ? homenagem. “Ele era um excelente pai e avô, e adorava estar com seus amigos de bocha. Certamente, se ele estivesse entre nós hoje iria adorar o que foi feito com este espaço”, diz.

Claudio Pavan, presidente do clube, diz que no local existia apenas um campo improvisado de malha, cercado por tela, mas que há pelo menos 20 anos era utilizado pelos adeptos da modalidade. “Agora o atrativo será maior. O clube será aberto a todos, não apenas para quem é da Cohab. Pensamos até em promover campeonatos para interagir com outros atletas. O bom é que com isso você faz exercício e troca ideias com os amigos”, comenta.

O prefeito João Cury Neto lembrou que a obra era um compromisso assumido com a Associação de Malha e Bocha da Cohab 1 e complementa mais uma ação voltada ao bairro, um dos maiores e mais populosos de Botucatu. “Este clube de malha e bocha é mais um espaço de convivência e lazer, onde as pessoas, principalmente as da terceira idade, podem se encontrar. A Cohab 1 merece todos esses investimentos que a Prefeitura tem feito porque por mais de 20 anos ficou desamparada, e hoje a região Sul está se tornando um belo cartão-postal de Botucatu”, afirma.