Ministro do Esporte visita Botucatu e anuncia verba para Centro Paralímpico

Veja a reportagem da TV Acontece 

 

O Ministro do Esporte Ricardo Leyser visitou a cidade de Botucatu na tarde desta segunda, 18, onde anunciou oficialmente a liberação de R$ 1,7 milhão do Governo Federal para as obras do ginásio Paralímpico, instrumento que está sendo construído atrás do Ginásio Municipal do Esportes. Ele foi recepcionado pelo Secretário de Esporte Lazer e Turismo, professor Antônio Carlos Pereira e pelo Prefeito João Cury Neto.

O ginásio do Complexo Paradesportivo de Tecnologia e Inclusão Social de Botucatu terá dimensões oficiais com 40 x 20 metros, tendo custo total de R$ 2,1 milhões. Projetado para 800 pessoas, a estrutura poderá receber modalidades como basquete em cadeira de rodas e vôlei sentado.

“Sua presença é uma honra muito grande e finalmente o recebemos aqui para agradecê-lo pessoalmente. Queria te agradecer pelo que você tem feito por Botucatu. Já fiz isso há dois meses em Brasília, faço agora na frente dos nossos amigos. Dizer o quanto nós somos gratos a você, ao Ministério do Esporte, ao Governo Federal e a presidente Dilma Rousseff, pois, justiça seja feita, nos governos do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff, dentro do Ministério do Esporte, recebemos investimentos que mudaram o patamar da cidade no esporte”, disse o Prefeito João Cury.

“É um prazer estar aqui para acompanhar a construção de um centro Paralímpico em ano de Olimpíada e Paralimpíada. E nesse contexto da realização dos jogos, desse legado, é que nós conseguimos viabilizar essa verba para ajudar a construir esse equipamento. Aqui em Botucatu sempre tivemos sucesso nas obras com relação ao prazo de entrega, preço justo, entre tantos outros itens que tornam Botucatu uma cidade apta para receber recursos”, disse o Ministro Ricardo Leyser.

O ministro também fez uma menção carinhosa ao Secretário Municipal de Esportes Lazer e Turismo. “O Professor Pereira é uma lenda viva do esporte brasileiro, na administração como um todo. Dizem que ele foi meu funcionário no Ministério do Esporte, mas antes disso eu fui aluno dele. Devemos nos espelhar nos melhores”, disse o Ministro ao Professor Antônio Carlos Pereira.