Ituano bate Santos nos pênaltis e é campeão paulista

Foto: Gazeta Press

A comemoração de mais um título paulista prevista pela torcida do Santos nas cidades paulistas, entre elas Botucatu, foi adiada para o ano que vem. Depois de vencer o jogo de ida, o Ituano perdeu por 1 a 0 para o Santos no tempo normal, mas conseguiu ficar com a taça de campeão na cobrança de pênaltis.

Cícero marcou o único gol do tempo normal em um pênalti bastante polêmico, já que ele estava impedido antes de ser derrubado pelo zagueiro Alemão. O próprio Cícero converteu o pênalti em gol. O zagueiro Alemão reclamou bastante do lance alegando que teria acertado a bola antes de pegar o santista.

O troféu foi o segundo do Ituano na história do Campeonato Paulista, mas o primeiro com todos os times grandes na competição. Em 2002, o time de Itu ficou com a taça, mas em um torneio sem Corinthians, São Paulo, Santos e Palmeiras, que disputavam um estendido Torneio Rio-São Paulo.

{n}O jogo{/n}

Precisando vencer, o Santos partiu para cima logo no começo do jogo, mas ficou preso na marcação do Ituano durante quase todo o primeiro tempo. Quando saia dos zagueiros, era o goleiro Vagner quem aparecia para salvar. Quando o primeiro tempo parecia se encaminhar para o empate, o Santos teve um pênalti a seu favor e Cícero marcou.

O segundo tempo, embora ambas as equipes tivessem criado jogadas de gols não houve alteração no resultado e a decisão foi na cobrança de penalidades máximas. O Ituano saiu atrás com um erro de Anderson Salles, justamente o homem das bolas paradas. Depois, porém, Rildo acertou a trave e Vagner pegou a cobrança de Neto para transformar o Ituano no terceiro campeão do interior da história do Paulistão.

{n}Pênaltis:{/n}

Santos: Cícero, Alan Santos, David Braz, Gabriel, Arouca e Alison converteram; Rildo (4ª cobrança – trave) e Neto (8ª cobrança – defesa) perderam

Ituano: Jackson Caucaia, Marcelinho, Esquerdinha, Marcinho, Jean Carlos, Dener e Josa converteram; Anderson Salles (2ª cobrança – defesa) perdeu

{n}Ficha Técnica{/n}

Santos (6) 1 X 0 (7) Ituano
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo
Data: 13 de abril de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Júnior e Danilo Ricardo Simon Manis
Público: 34.964 pagantes
Renda: R$ 1.991.845,00
Cartões amarelos: Vladimir, David Braz, Arouca (Santos); Rafael Silva, Esquerdinha, Cristian (Ituano)
Cartão vermelho: Cicinho (Santos)
Gol: Cícero, aos 46 minutos do primeiro tempo