Hortência lança o Centro de Basquete Telefônica em Botucatu

Fotos: Valéria Cuter

Hortência Macari uma das maiores jogadoras de basquetebol do Brasil de todos os tempos esteve em Botucatu na tarde de ontem (terça-feira) para lançar, oficialmente, o Centro de Basquete Telefônica.

O evento teve início ? s 14h30 no Ginásio Municipal de Esportes “Dr. Mário Covas”, na Rua Maria Joana Feliz, nº 1.585, na Vila Auxiliadora, com a presença do prefeito João Cury Neto, do secretário municipal de Esportes e Lazer, Marcelo Henrique Ventrella Marcolin, da representante da Telefônica, Ana Maria Vocci, entre outras autoridades.

Em entrevista ao {n}Acontece Botucatu{/n}, Hortência destacou que o objetivo principal é de dar oportunidade, incentivar e ensinar o esporte para crianças e adolescentes entre 10 a 17 anos e lembrou que o início de sua carreira foi numa escolinha de basquete, aos 14 anos.

“Foi numa escolinha que eu comecei, me especializei, cheguei ? seleção brasileira e ajudei a conquistar muitos títulos para o Brasil. Se eu consegui, muitas dessas crianças que fazem parte do projeto poderão conseguir também. Quem sabe hoje não temos aqui meninos ou meninas que poderão servir a Seleção Brasileira amanhã”, previu Hortência.

Ela diz que se surpreendeu com o número de crianças que já fazem parte do projeto em Botucatu e estão praticando orientadas por professores especializados, “Hoje estamos fazendo o lançamento do projeto em Botucatu e já temos mais de 300 crianças praticando. Isso é muito bonito, pois o projeto só funciona se houver esse comprometimento, essa entrega e essa parceria com a Prefeitura Municipal. Todos estão de parabéns”, elogiou a ex-jogadora.

Ana Maria Vocci, representante da Telefônica ressaltou que além de Botucatu o projeto foi lançado em outras cidades do interior e a adesão tem sido bastante positiva. “Ao todo mais de quatro mil crianças e adolescentes de 12 municípios do Estado de São Paulo já são beneficiados”, frisa Vocci, lembrando que o Centro Telefônica de Basquetebol conta com recursos da Lei de Incentivo ao Esporte, do Ministério do Esporte, é idealizado pela Confederação Brasileira de Basquete (CBB), gerenciado pela Brunoro Sport Business (BSB) e apoiado pelas prefeituras.

O secretário municipal de Esportes, Marcelo Henrique Ventrella Marcolin anunciou que aulas do Centro de Basquete Telefônica em Botucatu se iniciaram dia 6 de fevereiro, mas as inscrições permanecem abertas. “Ainda temos vagas e para se inscrever ou obter outras informações sobre o projeto, os interessados devem procurar o núcleo mais próximo de suas residências acompanhados por um responsável”, ensina Marcolin.

O prefeito João Cury enfatizou que o projeto que já é sucesso em Botucatu tem uma importância especial por ser apadrinhado pela Hortência Macari que é um dos maiores ícones do esporte nacional. “E uma satisfação muito grande ter como parceira nesse projeto uma personalidade mundial como Hortência, que é um exemplo de vida para essa garotada. O principal objetivo é oferecer a modalidade como lazer para crianças e adolescentes de graça, além de descobrir e formar novos talentos no basquete”, salientou Cury.

Segundo Gisele Bertoloni, coordenadora de Educação Física da Secretaria Municipal de Educação e uma das responsáveis pelo projeto em Botucatu, as atividades são realizadas em quatro núcleos: Escola Municipal “Angelino de Oliveira”, Escola Municipal “Antenor Serra”, Associação Atlética Ferroviária (AAF) e Botucatu Tênis Clube (BTC).

“Temos quatro professores botucatuenses que dão aulas de basquete nos quatro núcleos” explica enfocando que a tenista de Botucatu, Vera Rebello representa Confederação Brasileira de Basquete na Cidade e auxilia na coordenação do projeto.