Futsal feminino da Medicina é bronze em torneio Universitário

Em sua primeira participação na Liga do Novo Desporto Universitário (NDU), a equipe de futsal feminino da Associação Atlética Acadêmica Carlos Henrique Sampaio de Almeida (AAACHSA) da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) garantiu a terceira colocação na Série B do torneio, que reuniu algumas das mais conceituadas instituições de ensino superior do país.

A medalha de bronze veio após a vitória diante o time da Comunicação Metodista por 3 a 2, com gols de Lygia (2) e Joyce. A partida ocorreu dia 24 de junho, no ginásio do Corinthians, em São Paulo. No entanto, o terceiro lugar faz com que as botucatuenses permaneçam na série B da Liga. Apenas a Faculdade de Comunicação/Mackenzie (campeã da divisão) e de Direito da Universidade de São Paulo (USP, vice-campeã) se classificaram para a série A.

O bom desempenho também fez com que a equipe botucatuense garantisse duas atletas na artilharia do torneio: Paula de Castro Scherer marcou sete gols, enquanto que Joyce Godoy Farat balançou as redes seis vezes. Foi também o time mais disciplinado, com apenas quatro cartões amarelos tomados.

“Foi um resultado que surpreendeu por ser a primeira participação da equipe nesse torneio, que reuniu diferentes faculdades do Estado. Já tínhamos jogado com algumas das equipes participantes em outras ocasiões, como na Intermed (maior torneio entre faculdades de medicina de São Paulo) e sabíamos da qualidade de muitas”, frisa Paula Scherer. “Mas o fato de Botucatu ter garantido duas artilheiras, mostrou a regularidade que a equipe teve durante todo o torneio”, completou a atleta.

{n}Campanha {/n}

Na primeira fase do torneio, a Medicina/Unesp esteve no grupo A, ao lado das Faculdades de Direito da USP e Mackenzie; além da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLHC) e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, ambas da USP; e a FEA – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade – da PUC (Pontifícia Universidade Católica).

A equipe botucatuense terminou na primeira colocação do grupo, com dez pontos em cinco partidas. Foram três vitórias, um empate e uma derrota. Ao todo foram dezesseis gols marcados e nove sofridos.

Nas quartas-de-final, venceu a representação da Medicina-Unitau (Universidade de Taubaté) por 2 a 0.

Pelas semifinais, em partida considerada como uma ‘final antecipada’ pelas próprias jogadoras, Medicina/Unesp e Comunicação Mackenzie empataram em 2 a 2 no tempo normal. No entanto, as botucatuenses foram derrotadas na prorrogação por 4 a 0.

{n}Amistosos{/n}

A equipe de futsal feminino da Medicina/Unesp representou, em março e abril, o Distrito de Rubião Júnior na Copa Record de Futsal Feminino, sendo eliminada na segunda fase. Mas o foco tem sido a preparação para o Intermed 2012, que ocorre a partir de agosto em cidade ainda a ser definida. Devem ser realizados três amistosos contra a Unesp/Bauru e Unesp/Rio Claro, além da Escola Paulista de Medicina.

Fonte:
Leandro Rocha – HC/Unesp