Formaturas encerram atividades do judô em 2012

Mais um ano chega ao fim para os alunos da Associação de Judô Mata Sugizaki e Sesi (Serviço Social da Indústria) de Botucatu. Quase 400 crianças e jovens judocas dedicaram horas de treinamento em cima dos tatames para enfim receber a tão sonhada faixa de grau, que separa por cores os níveis de aprendizado no judô.

No ginásio do Sesi aconteceu a formatura e entrega de faixas dos alunos do Programa Atleta do Futuro (PAF) e da Mata Sugizaki, em parceria com a Prefeitura de Botucatu. Já no ginásio da Associação Atlética Ferroviária (AAF), mais de 70 alunos da academia Mata Sugizaki também tiveram seu momento de graduação na modalidade. Além das faixas, foram concedidas homenagens ? queles que foram destaque neste ano, tanto na parte competitiva quanto no quesito assiduidade e desempenho nos treinamentos. Agora, as atividades da Mata Sugizaki deste ano se encerram no próximo dia 20 de dezembro e voltam no dia 20 de janeiro de 2013.

O sensei e presidente da Associação de Judô Mata Sugizaki, Mateus Sugizaki, aproveitou para enaltecer que o judô tem o seu papel na promoção da saúde e desenvolvimento físico das crianças, mas reforça que o lado social e educacional é o legado que deve ser deixado na vida delas.

“Revelamos talentos sim. Muitos deles fazem parte da equipe principal que representa Botucatu nas principais competições do Estado. Com lapidação e dedicação deles mesmos, podem chegar longe. Mas o objetivo principal da Mata Sugizaki é formar o cidadão. Por isso a participação dos pais nesta jornada de treinamentos dos filhos é fundamental”, afirma.

Sugizaki também fez questão de agradecer as parcerias com a Prefeitura de Botucatu, Sesi e Unimed-Mulher, que ao longo dos últimos anos tem dado a sustentação necessária para que tais projetos sociais de judô não fiquem parados. “Sem estes parceiros, nada disso que acontece hoje com estas crianças seria possível. Sabemos que algumas têm mais condições

financeiras e outras não tem dinheiro sequer para comprar um quimono novo e uma faixa. Apesar das barreiras sociais, elas se dedicam ao esporte. E pelo menos neste instante se mantém longe da violência e das drogas, ganham confiança e personalidade. Aprendem algo novo e a respeitar o próximo e o ambiente que vivem. Esse é o legado que queremos deixar”, comenta.

{n}Sobre a Mata Sugizaki{/n}

A Associação de Judô Mata Sugizaki tem atuado junto ? s instituições assistenciais da Cidade e escolas municipais, através de ações esportivas e educacionais, que visam dar oportunidade ? s crianças e adolescentes de conhecer o esporte e, através dele, desenvolver os benefícios como disciplina e valores morais. Esse trabalho se fundamenta na filosofia e na metodologia do Judô Sugizaki, implantado em Botucatu desde 1965 pelo Professor Mata Sugizaki.

A maioria dos atletas que pratica judô pelos projetos sociais da Mata Sugizaki é proveniente de bairros carentes de Botucatu. Eles tem idade entre 6 e 18 anos, e treinam no Ginásio Municipal “Dr. Mário Covas Júnior”; na sede da Associação de Moradores da Cecap; no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Jardim Brasil, região Leste; Fundação Casa das Meninas “Amando de Barros”; Obra Madre Marina Videmari; e nas escolas municipais “Luiz Carlos Aranha Pacheco”, no Jardim Paraíso, e “Angelino de Oliveira”, localizada na Vila Antártica.