Festival de Karate agita a Praça do Bosque

A Praça Comendador Emílio Peduti – Bosque foi o palco, neste sábado para o Festival de Karatê, que teve início volta das 9 horas.  Estiveram participando atletas do Projeto Sartori, Projeto Impacto Total da Praça da Juventude, Projeto da Secretaria de Esportes, Lazer e Turismo e Associação Atlética Botucatuense (AAB).

Durante o evento os karatecas das instituições envolvidas fizeram apresentação das táticas do kata, que consiste em demonstrar as formas da modalidade, assim como acontecerão os combates (luta).  O professor das escolinhas de karatê da Prefeitura e da AAB, Vicente Seno,  realçou  que atividades como o Festival é a melhor forma de inserir os alunos e atletas iniciantes em um evento parecido com uma competição.

“Este evento é importante porque reúne uma grande quantidade de alunos em um mesmo espaço e o objetivo é passar  a sensação de competição e para que se confraternizem de uma maneira saudável, com o objetivo de avançarem tecnicamente na modalidade”, colocou Seno.

Segundo Seno, o karatê colabora com a formação integral do homem, diferenciando-o daqueles que fazem dele uma prática puramente esportiva.  “O objetivo central é a formação da personalidade do praticante e seu preparo para o convívio social, em que se reconhece o respeito pela dignidade do ser humano detentor de direitos e deveres universais”, prega.

Ele explica que o nível atingido por cada karateca é classificado através de um sistema de faixas coloridas na seguinte ordem: branca, amarela, vermelha, laranja, verde, roxa, marrom e preta. A faixa branca é indicativa de principiante e a preta é conseguida por quem atingiu todos os conhecimentos e domina a arte marcial e pode atingir a 10 estágios (Dan), de acordo com o grau aperfeiçoamento.