Festival Brasil Ride movimenta a cidade de Botucatu

Fotos: Divulgação / assessoria

 

As competições da terceira edição do Festival Brasil Ride Botucatu, o maior encontro de bikes do país, foram abertas na manhã desta quinta-feira (4) em Botucatu prova do circuito mundial amador da UCI realizada na América Latina, com 68,7 km e altimetria de 1.695 metros. Será disputada em estradas asfaltadas da região da Cuesta e Pardinho. A largada e a chegada serão no Posto RodoServ Stop, na Rodovia Castelo Branco, km 193.

O evento, uma realização da Prefeitura de Botucatu em parceria com o Ministério do Esporte e apoio da Prefeitura de Pardinho, celebra neste ano sua terceira edição, com um salto tanto no número de atividades quanto na quantidade de atletas inscritos: em 2013 foram 450 participantes, ano passado 1.500 atletas compareceram, e em 2015 serão 4.200 competidores ao longo dos quatro dias de competições.

Na competição de Mountain Bike, serão três etapas neste ano, disputadas entre quinta-feira e sábado. Os campeões da categoria pró na edição de 2014 tentarão renovar o título: o catarinense Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano) e a carioca Daniela Genovesi (Girus Bike). Nomes como Hugo Prado Neto (Cannondale Oce), Leandro Donizeti (Trek/Gorgeous), Raphael Catalão (JC Bikes), Edivando de Souza Cruz (ASW/Astro Bike), Odair Pereira (Scott), o ex-piloto de Fórmula 1 Christian Fittipaldi, o piloto de Fórmula Truck Geraldo Piquet e Larissa Brasa (Specialized Hoffmann XCO), revelação do mtb de Botucatu, também estarão na disputa.

Já montada, a estrutura do Brasil Ride Festival Botucatu conta com 300 profissionais na organização, quatro arenas, 45 toneladas de equipamentos, 24 carros, 26 motocicletas, quatro quadriciclos, três ambulâncias e duas UTIs móveis. Ao longo dos quatro dias de evento, serão distribuídos aos atletas: nove mil litros de água, 1.760 litros de isotônico, dez mil frutas e 80 kg de mandioca. Além disso, haverá o sorteio de três bikes Trek, a distribuição de 264 prêmios diversos e 60 pares de tênis Pearl Izumi aos primeiros colocados da corrida de montanha.

"Essa grande estrutura que montamos é para garantir a segurança dos competidores. Para ajudar a todos, teremos também o Suporte Neutro Shimano, nosso parceiro desde 2010, bem como o apoio do Bike Wash e lubrificacao MUC-OFF. Estimamos que estarão envolvidas com a competição cerca de 8 mil pessoas, incluindo os acompanhantes dos atletas. A rede hoteleira da região está completamente lotada e deveremos trazer um bom volume de divisas para as cidades próximas junto ao comércio em geral. São atletas de todo o Brasil e outros países vindo de todas as formas para Botucatu. Nesta quarta-feira, o aeroporto local recebeu pedido para pouso de 11 aeronaves", informa Mario Roma, fundador da Brasil Ride.

 

Destino ciclístico

 

O Festival Brasil Ride Botucatu foi aberto oficialmente na noite desta terça-feira (2), com a realização de uma coletiva no Chaillot Plaza Hotel. Além do organizador do evento, Mario Roma, estiveram presentes o secretário municipal de Esportes, Lazer e Turismo de Botucatu, Antonio Carlos Pereira, o vice-prefeito da Cidade, Antonio Luiz Caldas Júnior, o vereador de Botucatu Izaias Colino e o presidente da Câmara Municipal de Pardinho, vereador Cristiano Camargo.

Segundo Pereira, a consolidação do Festival Brasil Ride fortalece o pleito de Botucatu para conquistar o status de cidade de interesse turístico, título que deverá ser oferecido a apenas 140 municípios brasileiros em breve, a partir da criação de uma nova lei federal. "O evento começou com 450 atletas, a população gostou, se envolveu, e nos ajudou a transformar o Festival Brasil Ride Botucatu no sucesso que é hoje. Entre tantas outras cidades, como Rio de Janeiro ou São Paulo, o Ministério do Esporte decidiu apoiar uma competição em Botucatu, o que prova a força do evento".

A consolidação da região de Botucatu como destino turístico para os ciclistas e seus familiares é apontada por Caldas como o principal legado do festival. "Além do efeito imediato, com a geração de divisas para a cidade, o evento apresenta ao público o potencial turístico da Cuesta, motiva as pessoas a incluir a região em seu calendário pessoal, não só para treinar, mas para passear e apreciar nossas belezas naturais. Espero que estejamos vendo o início da perpetuação de Botucatu como destino para esse tipo de ciclismo que interage com a natureza".

A cidade de Pardinho, vizinha a Botucatu e por onde passam trechos dos percursos, também já colhe os frutos da parceria de sucesso. "O Brasil Ride está gerando 100 empregos indiretos em Pardinho. Pensando a longo prazo, os atletas que vêm competir, acabam voltando futuramente para treinar, porque o percurso de trilhas é muito bacana, e isso vai continuar trazendo benefícios para a população local. É uma satisfação enorme poder organizar esse evento com a Prefeitura de Botucatu, nossa parceira", comenta Cristiano Camargo.

 

Programação:

 

Dia 5 (sexta-feira)

– Warm Up Brasil Ride Pró: segunda etapa, de 76,4km de MTB. Largada às 10h.

– Palestras a partir de 16h: Corrida em Trilha (por Rafael Campos), Dicas Shimano, Preparação para o Brasil Ride (por Adriana Nascimento) e Novidades do Brasil Ride.

 

Dia 6 (sábado)

– Warm Up Brasil Ride Pró: terceira etapa, de 107km de MTB. Largada às 8h.

– Warm Up Brasil Ride Sport: prova de 71km de MTB. Largada às 10h.

– Corrida Kids: prova infantil de 1km. Largada às 11h.

 

Dia 7 (domingo)

– Trail Run Brasil Ride: corrida de montanha de 16km (Pró) e 6km (Sport). Largadas às 9h (Pró) e 10h (Sport).

– Passeio Ciclístico: largada às 8h30.