Felipe Massa volta subir no pódio na Coréia e termina em 3º

O Grande Prêmio (GP) mais complicado e difícil do ano. É assim que melhor se pode definir o GP da Coréia do Sul do Campeonato Mundial de Fórmula F-1, no Circuito de Yeongam, que aconteceu esta madrugada de domingo (horário de Brasília).

Se por um lado a corrida foi complicada, ela trouxe de volta ao pódio, o piloto de Botucatu Felipe Massa, que cruzou a linha de chegada em terceiro, atrás de Lewis Hamilton, da McLaren e de seu companheiro de equipe Fernando Alonso, que venceu e assumiu a liderança do campeonato, somando 231 pontos.

Foi um GP atípico com muita chuva, onde não faltaram interrupções, Safety Car, abandonos dos favoritos, erros de boxes, etc. Não bastasse isso, foi esta a primeira corrida realizada no Circuito da Coréia e os pilotos não conheciam o traçado, que ficou ainda mais complicado por causa da chuva.

Os dois pilotos da Red Bull, cotados como os grandes francos favoritos para vencer a corrida não tiveram sorte. O australiano (até então líder) Mark Webber, abandonou a prova após errar na saída de uma curva e bater no muro (20ª volta). O outro piloto da Red Bull, Sebastian Vettel (quarto no Mundial), teve problemas no freio e um estouro no motor e também não completou a prova (44ª volta).

Com os dois favoritos fora do páreo, o espanhol Fernando Alonso administrou a vantagem que tinha sobre o vice-líder, Hamilton e cruzou a linha de chegada em primeiro. Massa ficou satisfeito com a terceira colocação e sua volta ao pódio, depois de duas corridas seguidas onde não ficou entre os dez pilotos que marcam pontos.
“O resultado foi muito bom para a equipe. Fiquei satisfeito com o terceiro lugar, pois tivemos uma corrida com muita água e é difícil pilotar nessas condições. Nas voltas finais da corrida tive problemas com um dois pneus traseiros que se desgastaram, mas consegui manter minha posição porque tinha uma boa vantagem sobre o Michael (Schumacher, que chegou em quarto).

Dos outros três brasileiros que correram no Circuito de Yeongam, o melhor classificado foi Rubens Barrichello que terminou na sétima colocação. Bruno Senna ficou em 14º e Lucas di Grassi não concluiu a prova.

A próxima etapa da F-1 é no Brasil, em Interlagos, no próximo dia 7 de novembro. Apesar de ser a penúltima corrida da temporada, Alonso pode se sagrar campeão antes mesmo da última prova, que será disputada em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

{n}Classificação do GP da Coréia {/n}

1. Fernando Alonso – Ferrari
2. Lewis Hamilton – McLaren
3. Felipe Massa – Ferrari
4. Michael Schumacher – Mercedes GP
5. Robert Kubica – Renault
6. Vitantonio Liuzzi – Force India
7. Rubens Barrichello – Williams
8. Kamui Kobayashi – Sauber
9. Nick Heidfeld – Sauber
10. Nico Hulkenberg – Williams
11. Jaime Alguersuari – Toro Rosso
12. Jenson Button – McLaren
13. Heikki Kovalainen – Lotus
14. Bruno Senna – Hispania
15. Sakon Yamamoto – Hispania

{n}Não completaram {/n}

Adrian Sutil – Force India
Sebastian Vettel – Red Bull
Vitaly Petrov – Renault
Timo Glock – Virgin
Sebastien Buemi – Toro Rosso
Lucas di Grassi – Virgin
Jarno Trulli – Lotus
Mark Webber – Red Bull
Nico Rosberg – Mercedes GP

Foto: divulgação