Ex-sócio de Felipe Massa, empresário de Botucatu avalia como positiva carreira do piloto

 

CARLINHOS
Arquivo pessoal Romagnolli: Carlinhos Romagnolli ao lado de Felipe Massa e Fernando Alonso: Parceria entre ambos fez surgir uma das maiores corridas de kart do mundo

O anúncio da aposentadoria de Felipe Massa na manhã desta quinta-feira, 01 de setembro, surpreendeu o mundo do automobilismo, em especial os brasileiros. Nascido em São Paulo, o piloto de 35 anos viveu desde a infância em Botucatu, pois sua família administrava a empresa Caio até o final dos anos 90 e início dos anos 2000.

romagnolli
Romagnolli: “Ninguém fica 14 anos na maior categoria do automobilismo mundial se não tiver talento”. Foto: moto.com.br

Se os primeiros passos de Massa com a velocidade foram dados aqui em Botucatu, nos corredores da Caio ou pelas ruas do condomínio Vale do Sol, sua vida de empresário também teve ramificações por aqui. De 2005 a 2014, o empresário botucatuense Carlinhos Romagnolli foi sócio do piloto brasileiro e sua família na RM Racing Events.

A sociedade rendeu inúmeros eventos, entre eles o Desafio Internacional das Estrelas, prova de Kart que reunia em Santa Catarina os maiores nomes do automobilismo mundial, como Michael Schumacher, Fernando Alonso, Rubens Barrichello, entre muitos outros. Apesar da distância e da sociedade desfeita, Romagnolli lembrou positivamente da carreira de Massa na Fórmula 1.

“Vejo a passagem do Felipe Massa pela Fórmula 1 como boa, pois ninguém fica 14 anos na maior categoria do automobilismo mundial se não tiver talento. Ele teve conquistas importantes como um vice-campeonato e duas vitórias em Interlagos. Agora é torcer para que as promessas do automobilismo como Sérgio Câmera, Giuliano Raucci, entre outros, possam chegar a Fórmula 1 e brilhar”. Disse Carlinhos Romagnolli ao Acontece Botucatu.

Piloto se emociona ao anunciar aposentadoria

Foto: Correiro do Brasil
Foto: Correiro do Brasil

Tão logo a notícia correu nos principais veículos de comunicação da Europa, Felipe Massa concedeu uma entrevista coletiva no circuito de Monza, palco do GP da Itália de Fórmula 1 no próximo fim de semana. Acompanhado do pai, Titônio Massa, da esposa Raffaela e do filho Felipinho, o piloto se emocionou ao contar como tomou a decisão mais difícil de sua vida.

“Não dormi direito porque era uma coisa nova e diferente. É uma emoção muito grande ter tantas pessoas junto comigo neste momento para ouvir o que eu tinha que falar. Recebi um carinho enorme, vi que muitas pessoas gostam de mim e têm respeito. É difícil colocar em palavras a receptividade calorosa que tive. Isso me dá ainda mais prazer por tudo o que eu passei, pelas amizades que conquistei.” Disse Massa ao portal Uol Esportes.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, Felipe Massa fez uma menção especial ao time da Williams, equipe que correu nas últimas três temporadas. “A Williams é uma equipe que eu tenho um grande carinho. Vou dar meu máximo para fazer uma excelente segunda parte de temporada. Foi uma excelente história que conseguimos juntos, para mim foi como uma vitória chegar ao terceiro lugar no Mundial de Construtores (em 2014 e 2015)”, disse.