Estudante de 13 anos é promessa do atletismo botucatuense

A atleta Esther Mamedes, de 13 anos de idade, e que estuda na EE “Professor Euclides de Carvalho Campos, o Cevila, está se constituindo numa grata revelação do atletismo botucatuense e vem obtendo bons resultados, treinada pelo professor Mário Augusto Vasques.

Recentemente, ela participou do Campeonato Estadual de Atletismo no Parque do Ibirapuera em São Paulo e foi medalha de prata em duas modalidades distintas: salto em altura e salto em distância na categoria B (12 a 14 anos).

Estiveram competiram na capital paulista atletas que estão sendo considerados promissores talentos do atletismo nacional em diferentes modalidades. O evento reuniu 71 escolas de 12 cidades do interior do Estado.

A performance da botucatuense motivou o treinador Mário Vasques, a participar da etapa de São Paulo. Diz que Esther estava em uma competição regional, entrou sem esperar muito e saltou 1m40, ganhando de meninas com mais experiência.

“Então, achei bom que ela continuasse praticando e competindo no salto em altura e quando vi no site da Federação Paulista de Atletismo (FPA) de que haveria o Escolar não pensei duas vezes. Graças ao investimento da Secretaria Municipal de Esportes e da Associação Botucatuense de Atletismo (ABA) pudemos competir em São Paulo”, diz. “Não podemos nos esquecer, também, que ela foi considerada a maior revelação do Circuito de Atletismo “Dilermando Aparecido Alves”, disputado em Botucatu e teve quatro etapas.

A nova geração do atletismo paulista volta para as pistas pelo torneio no segundo semestre, no dia 7 de agosto, na etapa de Presidente Prudente. “Minha expectativa é estar presente e competir. Estou treinado muito para representar bem a minha escola e minha Cidade”, disse a atleta do Cevila.