Embate entre Pretos X Brancos reúne várias gerações

Evento coloca frente à frente equipes divididas por faixas etárias e já se tornou um marco esportivo para os botucatuenses, especialmente para aqueles que participam desde a primeira edição, realizada em 1974

 

Na próxima quinta-feira, dia 31, jogadores de três gerações distintas estarão participando da tradicional festa de futebol e congraçamento que já vem sendo realizada há 40 anos no campo das Cerejeiras, na Vila São Luís (próximo ao Recanto Azul). Estamos falando do derby entre Pretos contra Brancos.

A partida coloca frente à frente equipes formadas por atletas negros e brancos, em categorias divididas por faixas etárias e já se tornou um marco esportivo para os botucatuenses, especialmente para aqueles que participam desde a primeira edição, realizada em 1974.

Nunca é demais lembrar que a  ideia surgiu de uma sadia brincadeira entre dois amigos, Anísio de Arruda Castro, o Tio Chico (o preto) e Flávio Pizzigatti (o branco), que ao longo dos anos, disputavam partidas esporádicas, as quais vieram a se transformar, no evento que acontece atualmente. O que antes era um jogo único se transformou em dois e nos dias de hoje, são necessárias três partidas divididas em faixas etárias distintas, para atender a todos aqueles que querem participar.

A primeira partida está marcada para as 9 horas e reúne os atletas acima de 50 anos. Muitos dos atletas participam da brincadeira desde a sua concepção e continuam até está edição. Na sequência, às 10 horas, a disputa será entre atletas de 35 a 49 anos. E fechando a programação, às 11 horas, jogam aqueles com até 34 anos. “Quem quiser prestigiar esse desafio pode se deslocar até o campo das Cerejeiras e assistir partidas acirradas, pois ninguém quer perder”, colocou José Fernandes de Oliveira Júnior, um dos organizadores.