Corrida Noturna foi realizada em clima de festa

Fotos: Valéria Cuter

Na noite desta sexta-feira (13) a Corrida Noturna de Botucatu foi realizada em clima de muita festa e descontração. Dos cerca de 400 atletas (entre homens e mulheres) que se inscreveram, pelo menos, 350 deles vieram, realmente, para comemorar o aniversário da Cidade. Ou seja, o importante foi concluir os cinco quilômetros de prova, independente do tempo ou da classificação. Estiveram na prova corredores de 10 a 70 anos.

Na classificação geral feminina a campeã foi Silmara Izidoro Modesto (29min20seg), seguida de Nilma Machado (23min27seg); Cibele Aparecida dos Santos Ferreira (23min50min); Sandra Maria dos Reis e Viviane Aguiar (26min26seg). “Fiz uma boa corrida e já na primeira volta consegui impor um ritmo forte que “segurei” até o final. Meu tempo poderia ter sido melhor, mas o importante foi vencer a prova”, avaliou Silmara.

No masculino, mais uma vez, o fundista Marildo José Barduco mostrou por que é considerado um dos melhores atletas região e foi campeão perfazendo o tempo de 16min03seg. Na sequencia chegaram Adriano Henrique D´Império (17min38seg); Claudinei Aparecido Lima (17min55seg); Flávio Luiz Reis Soares (18min19seg) e Márcio Alexandre Cardoso. (18min30seg). “Mais uma vez a organização foi muito boa e a corrida transcorreu sem maiores problemas. Pretendia fazer o percurso abaixo dos 16 minutos e fiquei muito perto disso. Nós estamos acostumados a competir em provas, mas o gostoso foi a festa que os corredores anônimos fizeram”, elogiou Barduco.

Para o secretário de Esportes Marcelo Henrique Ventrella Marcolin o objetivo da prova foi plenamente alcançado. “Tivemos atletas que vieram para competir, mas a maioria queria mesmo se divertir e confraternizar com amigos e familiares, sem se preocupar com o resultado. Este era o espírito do evento, ou seja, uma festa popular”, comentou Marcolin.

“Foi incrível! Um momento muito agradável. Sinceramente não tinha certeza de que conseguiria correr os cinco quilômetros, mas deu tudo certo. Me acabei, mas terminei a prova”, comemorou assessor de Comunicação da Prefeitura Marcos Magnoni, que “correu” o tempo todo ao lado do jornalista Igor Medeiros. “O importante é a festa e a confraternização que esta prova proporcionou. Este foi meu segundo ano e já estou pensando no terceiro”, disse Medeiros.

Um fato interessante foi quando ao final da prova o corredor Luiz Carlos Cassinelli estava buscando dados de sua performance na corrida e queria saber em que posição havia chegado e o tempo feito na prova. Detalhe: o senhor Luiz Carlos tem 70 anos de idade. “Sei que não fui o último a chegar e estou curioso para saber meu resultado, que acho que foi muito bom. Estou satisfeito e gratificado em ter participado e competindo com gente muito mais jovem que eu”, avaliou.

O “narrador” da prova, jornalista Carlos Pessoa, a todo momento usou o microfone parar enaltecer o “esforço” de algumas pessoas ligadas aos mais variados segmentos da sociedade brasileira, como profissionais liberais, políticos, empresários, jornalistas, entre outros, que fizeram de Corrida Noturna, uma verdadeira festa popular.