Campeonato Brasileiro de Paraglider 2010 foi definido em Botucatu

Entre os dias 17 a 23 de outubro a cidade de Botucatu transformou-se na capital nacional do vôo livre com a realização do Campeonato Brasileiro de Paraglider. Botucatu foi a primeira cidade do Estado de São Paulo a sediar uma etapa dessa competição radical que reuniu os melhores pilotos do País em atividade e foi escolhida graças as suas belezas naturais e por possuir uma excelente rampa para a decolagem dos pilotos.

Foram disputadas quatro etapas onde os concorrentes percorreram a região seguindo um traçado pré-determinado. A quinta etapa que seria disputada na manhã deste sábado (23) acabou sendo cancelada em razão do mau tempo para vôos (nuvens carregadas muito baixas). Com isso, para se escolher o campeão valeram os pontos das quatro etapas dos dias anteriores, tendo o piloto o direito de descartar uma delas.

Os pilotos se encontraram na rampa “Na Base da Nuvem”, localizada na Estrada Geraldo Biral, km 5. No local, o público presente contou com lanchonete, tenda para proteção e banheiros químicos. O evento foi organizado pela Prefeitura de Botucatu, em parceria com a escola de vôo “Na Base da Nuvem” e a etapa de Botucatu fechou o ranking brasileiro e os melhores colocados formam a equipe que vai representar o Brasil no Mundial de Piedrahita, na Espanha.

Foram disputadas duas categorias: a principal, ou a Open, onde estão inscritos os maiores pilotos ranqueados do Brasil e a categoria Serial, com pilotos que estão se aprimorando para conseguir competir na Open. A premiação dos pilotos aconteceu no início da tarde deste sábado na Lanchonete Polako, na Avenida Dom Lúcio, região central da cidade.

{bimg:12458:alt=interna1:bimg}

O organizador do evento e presidente do clube botucatuense que agrega adeptos deste tipo de esporte radical, Carlos Eduardo Tosetto, revelou que a etapa de Botucatu atingiu as expectativas. “Reunimos um público de, aproximadamente, três mil pessoas nesses dias de competição. Os pilotos aprovaram a cidade para a disputa. Pena que não pudemos realizar esta quinta etapa em razão do mau tempo para a prática desse esporte. No geral ficou tudo dentro do que havíamos previsto e Botucatu mostrou que tem condições de sediar um evento desta natureza”, frisou Tosetto. “Não podemos nos esquecer que Botucatu sediou a última etapa do brasileiro de onde saiu o campeão geral da temporada 2010”, acrescentou.

{bimg:12459:alt=interna2:bimg}

Na somatória geral de todas as etapas do Campeonato Brasileiro de Paraglider o campeão geral foi Samuel Nascimento que somou 1.400 pontos. “Não posso deixar de dizer que estou muito satisfeito em ter conquistado o título e terminar em primeiro da temporada. Esse campeonato reúne os maiores pilotos do Brasil e fico feliz em saber que estou entre eles. Foi com eles que aprendi a voar”, ressaltou Nascimento.

{bimg:12460:alt=interna3:bimg}

Trazendo na bagagem oito títulos brasileiros, Frank Brown era um dos grandes favoritos para a conquista do título, mas terminou a temporada como vice-campeão, com 1.090 pontos. “Este ano não deu. O Samuel teve uma regularidade muito boa durante ao longo da temporada e sacramentou essa sua boa fase em Botucatu. Quero parabenizá-lo, pois ele mereceu o título. Fez jus a ele”, elogiou Brown.

{bimg:12461:alt=interna4:bimg}

Se dependesse apenas da etapa de Botucatu, o piloto Sérgio Sampaio seria o campeão brasileiro. Ele foi o que mais pontuou nas três etapas válidas e venceu em Botucatu. Porém, ficou na terceira colocação na classificação geral, com 857 pontos. “No primeiro dia eu não fui bem, mas me superei nas etapas seguintes. Como pude descartar um resultado a somatória de três etapas me deu a primeira colocação em Botucatu. Também levei sorte em razão da quinta etapa ser cancelada. Mas ficar na terceira colocação disputando contra tantas “feras” é um privilégio e estou satisfeito”, colocou.

{n}Classificação geral do Brasileiro Open{/n}

1 – Samuel Nascimento
2 – Frank Brown
3 – Sérgio Sampaio
4 – Marcelo Prieto
5 – Luciano Bender Tcacenco
6 – Cristiano Ricci da Silva
7 – Donizete Lemos
8 – Maurinho Kotoco
9 – Clayton Alvarenga Resende
10 – Washington Peruchi

{n}Classificação Categoria Serial{/n}

1 – Rodolpho Cavalini
2 – Erico Oliveira
3 – Edemar Aparecido Santos
4 – Sérgio Roberto Furtado
5 – Tiago Resende Dias
6 – Daniel Gouveia Teixeira
7 – Wladmir Teixeira

{n}Classificação da etapa Open de Botucatu {/n}

1 – Sérgio Sampaio
2 – Frank Brown
3 – Samuel Nascimento
4 – Marcelo Prieto
5 – Luciano Bender Tcacenco
6 – Felipe Marques
7 – Washington Peruchi
8 – Milton Vilela Gonçalves
9 – Cristiano Ricci da Silva
10 – Alfio Vegni

Fotos: Valéria Cuter