Cabine de imprensa do Municipal leva o nome de José Quinteiro

Fotos: Divulgação

Na noite desta quinta-feira (22), no intervalo da grande final entre Botucatu e Tatuí pela Supercopa Record de Futsal 2012, a Prefeitura de Botucatu, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, inaugurou a cabine de imprensa do Ginásio Municipal “Dr. Mário Covas Júnior”.

O espaço recebeu uma reforma completa. No local foram instaladas novas portas, refeito o acabamento interno, parte elétrica, implantado forro de pvc, novo piso, pintura, colocação de vidros na parte frontal e o fechamento completo da parte interna. O local também passa a conta com quatro mesas e cadeiras para oferecer melhor condição de trabalho aos profissionais da imprensa durante as transmissões.

A cabine de imprensa foi batizada com o nome de José Roberto Quinteiro, considerado uns dos maiores radialistas esportivos da Cidade. Na cerimônia, estiveram presentes na cerimônia a família do homenageado, incluindo Ana Iracema Duarte Rangel Quinteiro e Júnior Quinteiro, respectivamente viúva e filho de José Roberto.

“Sempre acompanhei ele na época de Municipalista, desde os 4 anos de idade, mas nunca me forçou seguir a mesma profissão que a dele. Era um homem de muita opinião, muito ético e um caráter ímpar. Não é uma simples homenagem. É o nome do meu pai que ficará para sempre no maior palco de esportes de Botucatu”, disse Júnior Quinteiro, hoje diretor de jornalismo da Rádio Criativa.

Em seu discurso, o prefeito João Cury Neto afirmou que esta homenagem foi uma das mais acertadas em sua gestão. “É um reconhecimento a uma pessoa que deixou um legado no jornalismo, na rádio e esporte de Botucatu, e que utilizou esses meios para aproximar as pessoas”, destaca.

{n}Sobre José Roberto Quinteiro{/n}

Botucatuense, nasceu no dia 09 de março de 1936. Começou cedo no rádio, ainda na década de 1950, onde através dos microfones da rádio PRF-8, a única da cidade até então, exerceu diversas atividades. Apresentou importantes programas como “Mundo em Marcha” e “O Palanque”, além de ter impulsionado as transmissões esportivas, narrando desde a tradicional Volta Ciclística da Gazeta, até uma das maiores paixões da cidade, o futebol.

Em 1962 se transferiu-se para a Rádio Municipalista, inaugurada pelo Comendador Emílio Pedutti, que na época contratou os melhores profissionais da região para compor os quadros da emissora que, segundo o próprio fundador, foi criada para ser a “rádio do povo de Botucatu”.

Coube a José Roberto Quinteiro participar da histórica transmissão inaugural deste novo veículo de comunicação da cidade, juntamente com o radialista Jaime Contessote, mais precisamente no dia 27 de maio de 1962, onde exerceu diversas atividades, como apresentador e diretor de jornalismo, e claro, esteve ? frente de grandes jornadas esportivas.

Em uma época de ouro do nosso esporte, levou ao povo de Botucatu toda emoção do futebol amador, além de ser a voz que representava as jornadas do futebol profissional, protagonizadas pelos esquadrões da Associação Atlética Botucatuense e Associação Atlética Ferroviária, que disputavam na década de 60, as divisões de acesso do Campeonato Paulista de Futebol.

Goleiro e radialista, José Roberto Quinteiro misturou suas paixões para revolucionar as transmissões em uma época onde o rádio era, senão o único, o principal meio de informação. Em mais de 40 anos de carreira, sua contribuição para o esporte de Botucatu foi de extrema importância.

Como escreveu em uma crônica o jornalista Haroldo Amaral, José Roberto Quinteiro desligou seu microfone em 8 de agosto de 2004, indo se juntar a outros grandes nomes que fizeram a história do rádio de Botucatu.