Botucatuenses são medalhistas em Luta Olímpica internacional

Os atletas Bruno Morato e Rafael Oliveira, de Botucatu, representaram o Estado de São Paulo na Copa Brasil Internacional de Luta Olímpica realizada no Ginásio de Esportes do Centro de Educação Física “Almirante Adalberto Nunes” (CEFAN) na cidade do Rio de Janeiro.

O evento é uma tradicional competição do calendário da luta olímpica brasileira. Ele é considerado um dos maiores já realizados no País e reuniu neste ano atletas da Argentina, Canadá, Cazaquistão, Peru, Rússia, Índia, e Honduras com combates de alto nível técnico.

Na oportunidade o botucatuense Bruno Morato conquistou a medalha de prata na categoria até 84 quilos após vencer duas lutas contra atletas da seleção olímpica brasileira e perder na grande final para um indiano.

A medalha de bronze veio com Rafael Oliveira na categoria até 55 quilos. Na competição Rafael realizou quatros lutas com atletas de Honduras, Argentina, Brasil e Índia. Ele comenta que foi uma oportunidade deles interagirem com atletas de vários países e conhecer mais sobre a luta olímpica. “Tivemos pouco tempo de treinamento, acredito que o fato de praticarmos jiu-jitsu há mais de 14 anos nos ajudou bastante”, comenta.

Mês passado, nos Jogos Abertos de Bauru, Rafael já havia conquistado o ouro e Bruno o bronze na luta olímpica. Com mais este excelente desempenho na Copa Brasil Internacional, os atletas de Botucatu foram convocados para participar do Campeonato Brasileiro de Luta Olímpica que será realizado em fevereiro de 2013.

Segundo Bruno Morato, participar desta grande competição pode ajudá-los a entrar para a seleção brasileira e trazer para Botucatu um projeto da modalidade. “Nossa intenção junto com a Prefeitura é trazer para a Cidade um projeto social de luta olímpica para desenvolver cada vez mais a modalidade”, argumenta.

O prefeito João Cury Neto, que recebeu os atletas em seu gabinete na tarde da última terça-feira (4), destacou a importância de apoiar o desenvolvimento desta modalidade: “Os atletas de Botucatu já mostraram bons resultados e vamos fazer o que pudermos para continuar apoiando o desenvolvimento desta modalidade na Cidade”, afirma. Além do apoio da Prefeitura de Botucatu, os atletas também contam com o patrocínio da Imna Princess e OXPRO Suplementos.

{n}Sobre a Luta Olímpica{/n}

Com exceção do atletismo, a luta olímpica é o esporte mais antigo de que se tem conhecimento e que se pratica ininterruptamente ao longo dos séculos de maneira competitiva. Foi introduzido nas antigas Olimpíadas em 708 A.C, pouco depois da data histórica do início dos Jogos Olímpicos, em 776 A.C. Existem desenhos de lutadores nas cavernas de Sumero-Akkadian, datados de 3.000 D.C. No Egito, também existem estes tipos de desenhos, de 2.400 D.C.

Existem centenas de estilos diferentes da luta olímpica, ao redor do mundo. E muitas civilizações que possuem tribos indígenas, ainda seguem estes estilos. Entre estes estilos, alguns exemplos existentes, são o glíma wrestling, praticado na Islândia; o schwingen wrestling na Suíça; e o huka-huka, no Brasil.

A luta olímpica é também conhecida como wrestling (luta em inglês) e considerada um esporte de combate com golpes de grande plasticidade, uso de muita força e técnicas velozes. Os atletas são extremamente bem preparados fisicamente para aguentar um ritmo intenso de combate.