Botucatuenses estarão na 89ª Corrida de São Silvestre

A se confirmar o que revelam as redes sociais, a Cidade de Botucatu será representada por cerca de 60 atletas na 89ª edição da Corrida de São Silvestre, uma das mais importantes e tradicionais provas de rua da América Latina, que acontece manhã no próximo dia 31 de dezembro (terça-feira), em São Paulo.

Os corredores botucatuenses estarão nesse evento que tem 27,5 mil pessoas inscritas, superando as 25 mil dos últimos dois anos. Ao todo, os atletas percorrerão 15 km pelas ruas de São Paulo. A largada acontecerá na Avenida Paulista, na altura da Rua Frei Caneca, e a chegada ocorrerá em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, também na Paulista.

A Prefeitura Municipal através da Secretaria de Esportes e Lazer estará disponibilizando uma condução para o evento que foi organizado pela Associação dos Corredores de Botucatu (Acob), levando para a capital paulista os atletas que estão inscritos na prova. A entidade, através do seu presidente Edemilton Santana passou um perfil dos representantes de Botucatu nesta que é a mais tradicional corrida de rua do Brasil.

“São pessoas normais que possuem a iniciativa de colocarem no seu dia a dia alguns minutos dedicados a saúde, tanto física como mental. Alguns irão concluir a última prova de 2013 como forma de agradecimento pelo ano, outros irão realizar o sonho de conseguir concluir o percurso de 15 km pela primeira vez, e ainda tem aqueles que pretendem conseguir na prova o melhor desempenho pessoal”, disse Santana. Os atletas deverão sair de Botucatu na madrugada de terça-feira (31), viajar 250 km e correr os 15 km.

A primeira largada, para atletas de cadeira de rodas está prevista para acontecer ? s 6h50, enquanto os portadores de necessidades especiais sairão ? s 6h55. O pelotão de elite feminino largará ? s 8h40, enquanto a prova masculina terá início ? s 9 horas.

A melhor classificação de Botucatu na Corrida de São Silvestre se deu em 2007 quando o fundista Marildo José Barduco chegou na 5ª colocação, com o tempo de 47min35seg, assegurando seu lugar pódio. Foi o segundo brasileiro melhor colocado na prova já que Anoé dos Santos Dias cruzou a linha de chegada na 3ª posição. Naquele ano o campeão da prova foi o queniano Robert Cheruyiot.

O Brasil tenta superar a hegemonia queniana em 2013, já que no ano passado dois atletas do país venceram as provas: Edwin Kipsang, no masculino, e Maurine Kipchumba, no feminino. A última vez que um brasileiro ganhou a corrida masculina foi em 2010, com Marílson Gomes dos Santos. Entre as mulheres, Lucélia Peres foi a última campeã do País, em 2006.