Botucatuense vai participar do Iron Man mundial

Pelo menos 6 horas por dia. Esta é a média do tempo de treinamento do 3º sargento do Corpo de Bombeiros, Claudenir Celestino de Jesus, 36, como preparação para disputar o Iron Man Mundial, marcado para acontecer no próximo dia 30 de maio, em Florianópolis, Estado de Santa Catarina. O evento esportivo deverá reunir, aproximadamente, 2.000 competidores de todo o mundo

Esta é uma prova onde os participantes devem estar muito bem treinados, já que envolve três modalidades: natação, ciclismo e maratona. Neste tipo de competição os atletas nadam 3.800 metros, pedalam 180 quilômetros e correm outros 42 quilômetros. No ciclismo, o bombeiro treina orientado por Nilma Machado e na natação pelo professor Oscar Fleury e Carla Barbosa Arruda, considerada uma das maiores nadadoras da história de Botucatu.

A perspectiva é que estejam nesta competição os triatletas que estão buscando índice para conquistar o título de melhor atleta do planeta, que é feito em seis etapas: duas na Europa, duas nos EUA, uma no Brasil e uma na Nova Zelândia. Os melhores atletas disputam a prova final no Havaí, no final do ano.

O botucatuense está focado nesta prova e já treina há vários meses. Por causa dela (prova) ele deixou de participar de outras competições. Celestino é o atual campeão brasileiro de travessia a nado. Nas seis provas disputadas no ano passado, valendo pontos para a classificação geral ele conquistou dois primeiros lugares, ficou em segundo lugar em três provas e em terceiro em uma. Na somatória geral das seis etapas ele ficou com o título.

O atleta confessa que dorme sonhando com esta prova e acorda bem cedo para treinar. “Para competir é preciso estar bem preparado para cumprir a três etapas”, comentou Celestino, que pretende terminar entre os 700 primeiros. “Se eu conseguir ficar nessa colocação, já estarei satisfeito e com a certeza de que os treinamentos valeram a pena. Minha expectativa é concluir as três etapas em menos de 12 horas”, prevê.

Celestino ainda revela que pode se aposentar depois dessa prova. “Estou com 36 anos e consegui vencer inúmeras provas individuais, seja na natação, no ciclismo, na corrida ou mesmo no triatlo onde as três provas são disputadas conjuntamente. Talvez eu comece a competir somente em provas regionais, onde o desgaste é muito menor e não existe um treinamento tão puxado. Mas, vamos ver. Agora meu foco está voltado para o Iron Man. Depois decido o que vou fazer”, salientou.

Além de Celestino outros atletas da cidade também estarão participando desta prova: José Eduardo da Silva, Fernando Schincariol e Nilma Machado. Porém, quem vai realmente competir para buscar um lugar de destaque entre os melhores triatletas do mundo é o sargento do Corpo de Bombeiros.

Fotos: Fernando Ribeiro