Botucatuense é vice-campeão da Copa São Paulo de Judô

O judoca botucatuense Ageo Maurício de Oliveira (AAB) conseguiu um resultado expressivo na Copa São Paulo de Judô. A competição, considerada uma das mais tradicionais do Brasil, foi realizada de 20 a 22 de março no ginásio Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo, abrindo o calendário da Federação Paulista de Judô (FPJ).

Em meio a mais de 2600 judocas e uma chave com mais de 50 competidores, Ageo foi vice campeão na categoria sênior médio, deixando para trás atletas olímpicos ou que integram a seleção brasileira da categoria, como Rubens Inocente Filho, do Pinheiros, e Felipe Camilo de Oliveira, do Centro de Treinamento Rogério Sampaio. Na semifinal, Ageo venceu Eduardo Santos, atleta de São Caetano que disputou o bronze nas últimas olimpíadas e protagonizou o choro mais comovente da competição.

E por falar em São Caetano, Botucatu tem virado uma “pedra no sapato” da cidade. Mesmo com uma estrutura muito superior e com condições mais adequadas de treinamento, a equipe foi superada nos Jogos Abertos do Interior, em Bauru, e agora na Copa São Paulo pelos botucatuenses.

Ageo encarou na final no último domingo um dos maiores lutadores da atualidade, Rafael Magalhães, integrante da seleção brasileira de judô. A luta foi parelha e definida ao final dos cinco minutos nas penalidades. “O Ageo “tá” focado, ele entra no tatame com o objetivo de lutar de igual para igual, independentemente de quem esteja do outro lado”, explica o técnico e pai Argeu Maurício de Oliveira.

Ageo queria muito ter vencido a Copa São Paulo e ser o representante do Estado no Brasileiro Sul, que poderia levá-lo ao Brasileiro e quem sabe a uma vaga na seleção brasileira olímpica. Não atingiu seu objetivo, mas provou que está em grande fase. Ele será o reserva de Rafael Magalhães.

A AAB contou ainda com mais três representantes no torneio: Laércio dos Santos (sênior pesado), eliminado na quarta luta; Isabela Chiara (sênior leve), desclassificada na terceira luta e; Roberto Bicudo (máster meio médio), derrotado no primeiro combate.