Botucatu lança o programa “Segundo Tempo”

Fotos: Valéria Cuter

A Prefeitura de Botucatu, por meio das secretarias de Educação e de Esportes e Lazer, realizou nesta sexta-feira (19), o lançamento oficial do Programa “Segundo Tempo”, que será desenvolvido em parceria com o Governo Federal através do Ministério do Esporte. A largada foi dada pelo prefeito João Cury, ? s 8 horas, na EMEF Paulo Guimarães, no Jardim Brasil. Em seguida, por volta de 9h30, foi a vez das atividades serem iniciadas na EMEF Luiz Tácito Virgínio dos Santos, no Jardim Flamboyant.

O programa busca democratizar o acesso ? prática e ? cultura do esporte para promover o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens, como fator de formação da cidadania e melhoria da qualidade de vida, prioritariamente em áreas de vulnerabilidade social. Serão oferecidas modalidades esportivas coletivas (basquete, handebol, futsal e voleibol), individuais (dama e xadrez), além de atividades complementares como oficinas culturais/educativas e orientações de saúde.

Botucatu está autorizada a disponibilizar 40 grupos de atividades, que poderão atender 100 alunos cada e que estarão vinculados a 14 núcleos (escolas) que servirão de referência para uma região específica da Cidade. As atividades serão realizadas em espaços cedidos pelo Poder Público, em parceria com entidades do terceiro setor e iniciativa privada.

Os núcleos são as seguintes unidades escolares: Elda Moscogliato (antiga CESP) (Distrito de Vitoriana); João Queiroz Marques (Distrito de Rubião Júnior), Nair Amaral (24 de Maio), Jonas Alves de Araújo (Comerciários), Américo Virgínio dos Santos (Cecap), Martinho Nogueira (Boa Vista), Paulo Guimarães (Jardim Brasil), Angelino de Oliveira (Vila Antártica), José Antonio Sartori (Jardim Eldorado), Antenor Serra (Cohab 1), Cardoso de Almeida (Centro), Francisco Guedelha (Parque Marajoara), João Maria de Araújo Júnior (Vila São Lúcio) e Luiz Tácito Virgínio dos Santos (Jardim Flamboyant).

O programa contará com 44 professores de Educação Física e outros 40 monitores que ficarão responsáveis pela elaboração e execução dos planos pedagógicos e das atividades junto aos alunos, no contra turno escolar (manhã e tarde). A gestão dos profissionais que atuarão no Segundo Tempo em Botucatu é feita pela Service Syde, empresa de Recursos Humanos, contratada por meio de licitação pública.

Em Botucatu serão 12 meses de atividades práticas aos alunos três vezes por semana (segundas, quartas e e sextas-feiras). Através do programa são providenciados os materiais a serem utilizados nas práticas esportivas como bolas, redes, cones, uniformes, entre outros. Lanches também serão servidos ? s crianças e adolescentes participantes.

O perfil da população atendida é formado por beneficiários do Programa Bolsa Família, famílias chefiadas por mulheres e agricultores familiares. O processo de seleção dos beneficiados leva em conta critérios como situação sócio-econômica, condições de moradia, risco social e outros critérios utilizados pelas entidades parceiras para indicação de 50% das vagas. O restante será preenchido por ordem de chegada.

“Priorizaremos bairros onde não possuímos equipamentos esportivos da prefeitura ou onde nosso atendimento é insuficiente para suprir a demanda existente, principalmente locais de maior vulnerabilidade social. A abertura dos núcleos será feita de forma gradativa”, informa o coordenador geral do programa em Botucatu, Fábio Martins Campoli. A coordenação pedagógica estará a cargo do professor Jonas Alves de Araújo Júnior.