Bombeiro de Botucatu competirá no mundial em Nova York

O sargento Claudenir Celestino de Jesus, do Corpo de Bombeiros de Botucatu estará representando o Brasil nos XIV World Police and Fire Games 2011 (Jogos Mundiais de Polícias e Bombeiros) serão sediados na cidade Nova York no período de 26 de agosto a de 05 de setembro.

O policial que já participou de outros campeonatos internacionais (em 2002 na Nova Zelândia e em 2005 no Canadá) espera conquistar ótimos resultados como das vezes anteriores, pois está treinando muito para isso, para aperfeiçoar o condicionamento físico. O evento coincidirá com a lembrança de 10 anos, do 11 de Setembro de 2001, quando houve o ataque terrorista nas Torres Gêmeas do World Trade Center.

Esse campeonato contará com 65 modalidades esportivas e, aproximadamente, 15.000 atletas participantes vindos de mais de 70 países. Portanto, serão 11 dias de competições e eventos específicos para bombeiros e policiais (militares, civis e federais) como conferências, exposições de equipamentos e demonstrações de novas técnicas profissionais.

“O esporte e o trabalho de Bombeiros têm em comum a atividade física. Este serviço exige muito do vigor físico e emocional do profissional”, compara Celestino. “Além de diminuir doenças e aumentar a capacidade de trabalho, influenciam diretamente ao bem estar do indivíduo, ou seja, do profissional que está pronto para prestar socorro”, acrescenta o sargento dos bombeiros.

Para ele “o trinômio esporte, cultura e confraternização é o fator motivador deste evento, explicitando ainda mais o principal objetivo dos atletas que dele participam, que é de salvar vidas”.

Celestino participará na modalidade de natação nas provas dos 400m livre; 200m medley; 100m medley; 100m peito; 50m peito e uma travessia de 3.200 metros, contando com o apoio das empresas CNBN (Companhia Nacional de Bebidas Nobres) Refrigeração Refrilar, ADV Vestibularese e Grupo Agroarte (paisagismo, floricultura, piscicultura, caçamba, recicla e educação ambiental), familiares e amigos.

“A importância do apoio destas empresas, amigos e familiares, lógico que é muito importante, mas vai muito além do valor financeiro pois, o sim deles em acreditar no esporte e na minha capacidade, me dá confiança e respeito em acreditar também que toda a dificuldade pode ser superada e se tornar em vitória”, concluiu Celestino.