Atletas de Kung Fu de Botucatu participam pela primeira vez de campeonato

 

Melissa_Correa1No próximo dia 04, atletas da Shaolin Botucatu – Unidade Centro estarão em Limeira para participar da sua primeira Seletiva em busca de uma vaga para o Campeonato Paulista de Kung Fu. A equipe é composta por José Caparica Neto e Gabriel Colino, ambos com 11 anos, disputam na categoria infantil na sua apresentação com mãos livres e armas longas.

Luciano Colino, na categoria adulto mãos livres e armas médias (facão), e fechando a agremiação Melissa Corrêa com a disputa na espada e leque. O técnico da equipe, professor Ronaldo Fogueral, sente-se confiante por um resultado positivo. “A preparação foi intensa, estamos confiantes. Iniciamos 3 meses antes os treinamentos, todos os dias eles se dedicaram para aperfeiçoar cada vez mais suas técnicas. Tento passar para eles um pouco da experiência que tive durante meus anos de competição e assim trazendo uma segurança para que não deixem a ansiedade atrapalhar, e sim usar isso como um fator de motivação para um bom resultado”, disse Ronaldo.

“Durante alguns meses treinamos forte, sem parar, para o bom resultado agora na Seletiva, e daremos o nosso melhor para representar não só nossa academia, mas nossa cidade e abrir caminho para o Campeonato Paulista. Acho que todo cansaço, dedicação não será em vão. Pretendemos trazer bons resultados para casa”, contou Melissa Corrêa.

A modalidade

Luciano_ColinoO Kung Fu nas competições é disputado das seguintes maneiras: por combate, onde os atletas lutam entre si e vence aquele que marcar maior número de pontos ou nocaute. E nas apresentações, que chamamos em chinês de “taolu”, e é nessa modalidade que os alunos botucatuenses irão competir. A disputa é separada por várias categorias, entre elas as apresentações de mãos livres e armas. O atleta se apresenta apenas uma vez, e dentro dos requisitos exigidos ele recebe uma nota (lembra um pouco a ginastica olímpica). Nessa apresentação, o atleta deve demonstrar força, velocidade e destreza, como se estivesse realmente lutando contra outra pessoa, ou seja, quanto mais real for maior sua nota.