Atleta treina para buscar o pódio nos Jogos Abertos

Fotos: Valéria Cuter

Considerada, atualmente, a melhor fundista da região de Botucatu, Silmara Izidoro Modesto (28), está intensificando os treinamentos para competir na prova dos 1.500 metros nos 76ª Jogos Abertos Interior “Horácio Baby Barioni”, em Bauru, marcado para a segunda semana de novembro. No ano passado ela ficou na 5ª colocação, mas a meta é ficar entre as três primeiras colocadas para conquistar uma medalha.

“Estou me preparando muito para disputar os Jogos Abertos trabalhando em dois períodos, seis dias por semana para alcançar o meu objetivo nos 1.500 metros”, conta a atleta que realiza seus treinamentos na pista sintética do Estádio Municipal “João Roberto Pilan”. Ela conquistou o direito de competir nos 1.500 metros, depois de vencer os 56ª Jogos Regionais deste ano, da 3ª Região Esportiva, na Cidade de Lins. Ela também competiu nos 5 mil e 10 mil metros, mas não obteve classificação.

Formada em Educação Física, Silmara Modesto, iniciou no atletismo há 10 anos em Areiópolis, quando foi descoberta pelo professor Osni Bertotti Leme. “Na verdade eu era velocista e corria as provas dos 100m, 200m, 400m e 800m. Com o tempo fui me aperfeiçoando nas provas de fundo e passei a correr os 1.500m, 5 mil e 10 mil metros seja na pista ou na rua”, revela a atleta que conta com patrocínio do Cepra/Unifac e Expande.

Como se formou em Educação Física, Silmara Modesto ministra seus próprios treinamentos. “Posso dizer que tive excelentes professores que me ajudaram muito, mas decidi eu mesma programar e definir meus treinamentos, pois conheço meus limites para dar máximo de mim nas provas que participo”, disse.

Este ano Silmara foi campeã em várias corridas de rua e seu mais recente resultado foi a conquista da medalha de prata em Pilar do Sul, no último final de semana, corrida que contou com os melhores fundistas de São Paulo. “Foi uma grande prova e o resultado excelente”, contou a atleta que pretende disputar outras corridas de rua pelo Estado. “Como é, humanamente, impossível participar de todas as corridas procuro escolher a que é melhor para mim e para a Cidade de Botucatu que represento”, complementou.